Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Encontro de Bolsonaro com MDB tem sinalização sobre nova mudança na área trabalhista: “É horrível ser patrão”

Publicado por Junior Carvalho As quarta-feira, 5 de dezembro de 2018  | Sem Comentarios


O primeiro encontro do presidente eleito Jair Bolsonaro  com a bancada do MDB na Câmara Federal foi marcado por uma frase que soa como recado aos setores que se opõem à reforma trabalhista.
De acordo com reportagem do site do Jornal O Globo, Bolsonaro defendeu, em reunião, nesta terça-feira, com deputados federais do MDB, um aprofundamento das mudanças na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que estão em vigência desde o mês de novembro do ano passado.
Segundo a reportagem, Bolsonaro afirmara que “é horrível” ser patrão no Brasil com a legislação atual. Bolsonaro não explicou, contudo, quais novas mudanças precisam ser feitas, mas deu uma sinalização clara que outras medidas nessa área poderão vir:
"Quero cumprimentar quem votou na reforma trabalhista. Devemos aprofundar isso daí. Ninguém mais quer ser patrão no Brasil, é horrível ser patrão no Brasil com essa legislação que está aí. Nós queremos, através do Parlamento, mudando as leis, fazer com que nós tenhamos prazer de ver pessoas investindo no Brasil e pessoas dentro do Brasil acreditando no seu potencial."
Após a reunião com o MDB e conceder entrevista coletiva, o presidente eleito disse, segundo o site do Jornal O Globo, que ainda está estudando as reformas que quer fazer, mas ressaltou que “não basta ter só direitos e não ter empregos”. Bolsonaro elogiou a queda de ações trabalhistas causada pela última reforma:
"Não quero entrar em detalhes aqui, estamos estudando. Agora, não basta ter só direitos e não ter empregos. Esse é o grande problema que existe. A guerra da informação, tenho dito aos empregadores, eles têm que entrar nessa guerra, não deixar a cargo do governo. Alguns falam até que poderíamos nos aproximar da legislação que existe em outros países, como os Estados Unidos. Acho que seria aprofundar demais. Mas a própria reforma trabalhista última, em que votei favorável, já tivemos algum reflexo positivo. O número de ações tra balhista praticamente diminuiu pela metade. E hoje em dia continua sendo muito difícil ser patrão no Brasil, não há dúvida", destacou.
Bolsonaro quis, também, tranquilizar os trabalhadores ao afirmar que, com a extinção do Ministério do Trabalho, nenhum trabalhador será prejudicado. ‘’Essa pasta do Trabalho, ela é de recordações aqui que não fazem bem à sociedade. Funcionava como um sindicato do trabalho, e não como o Ministério do Trabalho. Nenhum trabalhador vai perder seus direitos, porque todos estão garantidos no artigo 7º da Constituição. Nenhum trabalhador vai ser prejudicado, tendo em vista a não existência mais do Ministério do Trabalho’’, afirmou.








Informações Ceará Agora

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top