Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

thumbnail

Comissão Processante aprovam convocações de testemunhas

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Na manhã de hoje (31/08), foi realizada mais uma reunião da Comissão Processante que investiga denúncia de cometimento de infração  política e  administrativa do Prefeito Dariomar Soares 

No início o  Presidente da Comissão, Adeilton Silva passou a palavra para vereadora Silvânia Andrade fazer a leitura da Ata da reunião passada, a qual foi aprovada por unanimidade.

Em seguida o Presidente da Comissão vereador Adeilton Silva passou a palavra novamente  a secretária da Comissão Silvania Andrade para leitura dos requerimentos de autoria do relator Flavio Correia.

Os requerimentos foram: Requerimento todos de autoria do relator, vereador Flavio Correia, de  nº 08/2018 Antonio Douglas de Oliveira, Coordenador de Departamento de Transporte Escola, nº 09/2018 Alan Cirino Martins Pereira, tesoureiro Municipal, nº 10/2018, Antonio Pereira da Silva, Secretário de Cultura, nº 11/2018 Gecildo Pereira Arruda, Gerente de Contro Interno, nº 12/2018 Maria Gloria Rodrigues de Carvalho, Pregoeira, nº 13/2018 Janaina Alencar Ferreira, Pregoeira, nº 14/2018 Francisco Ferreira, motorista da ambulância, nº 15/2018 Nayrton cesar Pereira, motorista da ambulância, nº 16/2018 Marcio Fernandes, motorista da ambulância, n 17/2018 Gerisvan ferreira Lima, motorista de ambulância, nº 18/2018 Maria Pereira Soares, Secretária de Assistência Social. Todos referentes ao cargo que ocuparam no ano de 2017.

Após todos os requerimentos aprovados por unanimidades, o vereador requerente disse "existe algumas duvidas, inclusive o Prefeito Dariomar Rodrigues disse aqui no plenário que a empresa de Rodoval fazia manutenção em veículos apenas movido a diesel, o que não é verdade, existe notas fiscais com serviços em veículos a gasolina, inclusive em motos."

Presidente da Comissão Adeilton Silva fez um resumo sobre a importância dos requerimentos, informou que logo após a reunião se reunir junto com a comissão para elaborar datas para o comparecimento das pessoas convocadas.

Em seguida o Presidente da Câmara Antonio Leite usou a tribuna para lembrar que o Prefeito disse no plenário que os advogados receberam o valor de 16 mil reais e dentro do contrato estava o serviço de resgate a verba de ISS do Município que estava na conta do Bradesco, afirmou que não é verdade, pois foi encontrado posteriormente outro pagamento no valor de pouco mais de 33 mil reais para realizar o serviço, o vereador ainda lembrou que o Procurador do Município poderia realizar esse serviço sem gerar mais prejuízo ao município. “Dizem que estamos querendo dar um golpe, isso sim é golpe no dinheiro do povo, enquanto vários donos veículos ficam sem receber, esse dinheiro está sendo usado de forma errada" Finalizou 

“Não queríamos que chegasse a esse momento, sabemos que isso não é bom, passei mais de um ano tentando evitar essa situação, a culpa não é minha, a culpa é do gestor, é muito dinheiro, mas com certeza vão ter oportunidade de se defender,  lamento ainda a falta de transporte aos jovens universitários, mas mesmo sem transporte as notas ficais estão sendo pagas". Comentou Flavio Correia
"Alguns estão dizendo que sou eu que estou indicando nomes para convocações, isso não existe, todos os requerimentos até agora foram feitos pelo relator Flavio Correia, quando eu achar necessário irei fazer, os requerimentos são necessários para que possamos tirar algumas duvidas, quero também dizer que não estamos com o prefeito, não adianta usar meu nome, minha posição é de oposição ao prefeito, hoje somos liderado pelo jovem empresário Ricardo Arraes, inclusive em conversa com ele sobre essa situação me falou que for preciso Altaneira terá três candidatos." Afirmou vereador Adeilton Silva
A vereadora Zuleide Ferreira pediu a comissão que se por ventura alguma pessoa da comunidade quiser falar na casa sobre a denuncia que possa usar a tribuna, ainda disse que hoje existe muita discursos, “hoje observo vereador que abre a boca pra dizer que não é contra investigação, que todos sabem que não é verdade, mais vez peço as pessoas que notem as posições de alguns na casa, e finalizo dizendo que sou responsável pelo que digo, não pelo que as pessoas entendem."

A vereadora Alice Gonçalves disse que participou da outra investigação da gestão passada e está participação dessa, afirmou que estranha a quantidade de requerimentos, lamentou que antes isso não acontecia.
O presidente da comissão Adeilton Silva disse que não compete a ele analisar essa situação, que inclusive todos os requerimentos seriam aprovados todos na reunião passada, mas que em conversa com o relator foi decidido colocar em votação em duas partes
Adeilton lembrou que na investigação que houve da gestão passada dois jovem apresentaram cartas pedido espaço, que na época foi colocada em votação em plenário.

No final o presidente da Comissão, vereador Adeilton Silva lembrou mais uma vez que em seguida iriam realizar junto com os demais  membros e colegas vereadores e assessoria do prefeito Dariomar Rodrigues,  cronograma das oitivas das testemunhas. 



Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Ciro diz que aumento a juízes é uma ‘vergonha’ e ‘bofetada na cara’

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, fez críticas nesta quinta-feira ao aumento de 16,38% concedido pelo presidente Michel Temer, aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedetista classificou o reajuste como uma “vergonha”.
“Falta compostura na elite brasileira”, disse o candidato, afirmando que não que o salário seja grande, e defende que os juízes recebam salários decentes, mas na atual conjuntura disse que a medida não deveria ter sido tomada.
Continuou o candidato:  13,7 milhões de brasileiros desempregados, 32 milhões de brasileiros vivendo de bico, na informalidade, correndo da repressão. 60 mil mulheres foram estupradas no Brasil nos últimos 12 meses sem nenhuma punição, o Brasil teve 63.880 homicídios sem nenhuma capacidade de investigação”, comentou, afirmando que diante de toda essa tragédia, esse tipo de notícia é uma bofetada no rosto do povo brasileiro.



Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

thumbnail

Ciro diz que quer manter distância dos eleitores de Bolsonaro

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, disse nesta quarta-feira, 29, que não quer os votos do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, a quem classificou como "projetinho de Hitler tropical". Segundo Ciro, "uma fração dos brasileiros" tem uma pedra no lugar do coração, são egoístas e não se preocupam com os 13 milhões de desempregados". O pedetista afirmou ainda querer "distância dessa gente".

"Eu não quero buscar os votos de todo mundo, não", respondeu quando questionado sobre como faria para conquistar os votos de Bolsonaro. "Eu quero buscar os votos dos brasileiros, homens e mulheres, decentes, equilibrados, serenos, que tem solidariedade com os mais pobres. O Brasil tem uma fração da população, que respeito porque é o meu povo e quero ser presidente de todos, mas há uma fração que vive com uma pedra no coração, são egoístas, pouco estão se lixando para os 13 milhões de desempregados, pouco estão se lixando para o problema dos 32 milhões que vivem correndo da repressão nas ruas para vender", disse. "Bolsonaro não é ignorante; ele passou na Academia Militar das Agulhas Negras. Bolsonaro é mistificador, perigoso e fascista. (Ele) é um projetinho de Hitler tropical e muito mal preparado porque Hitler pelo menos era um intelectual razoável", complementou.
Ciro emendou citando como exemplo o polêmico episódio no qual Bolsonaro se desentendeu com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). A discussão rendeu um processo contra Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF). "(Esses brasileiros) estão pouco se lixando se 60 mil mulheres foram estupradas, fazem até piada. Dizem para uma própria colega, como o Bolsonaro disse, que não a estupra porque ela é feia", lembrou. "Quantos desses estupros aconteceram porque o cara está escorado num candidato popular. Eu não quero agradar essa gente, quero distância, dela".
Apesar das críticas, Gomes acusou Bolsonaro de manipular o sentimento do seu eleitorado, quando foi perguntado sobre o desempenho do candidato do PSL em entrevista do Jornal Nacional, da TV Globo. Em seguida, ele pediu "pelo amor de Deus" que os brasileiros "não brinquem com o futuro".
"Fui disparado melhor que o Bolsonaro (no JN), o que não é vantagem pra mim. Pensa num cabra despreparado, é uma coisa chocante. Não sei como alguém no Brasil, o povo brasileiro do jeito maravilhoso que é, aceita....", disse antes de corrigir sua análise. "Até entendo o povo. O Brasil está zangado com a política, sofrido, humilhado, muito assustado com a impotência do Estado de resolver os problemas. Ele (Bolsonaro) interpreta com despudor e desonestidade esses sentimentos instintivos básicos, primatas, de uma fração dos brasileiros. É preciso respeitar as pessoas, mas pedir a elas, pelo amor de Deus, em nome do futuro, que elas não brinquem com o futuro", argumentou.
Ciro ainda comentou um episódio apelidado por Bolsonaro como "kit gay", em referência a um material didático preparado pelo Ministério da Educação durante o governo Dilma Rousseff. O candidato do PDT disse que não veria problema se seu filho, de dois anos de idade, brincasse com uma boneca. "Isso é uma grande baboseira, uma imensa baboseira que vai predispondo o estigma contra pessoas que, só por uma orientação sexual diferente, amam diferente do tradicional. O que nós temos com isso?", questionou. "Eu tenho um filho de 2 anos e oito meses e se ele ficar brincando com a boneca, eu brinco junto. Qual é o problema? Ou alguém acha que alguém vai afirmar a sua orientação sexual por causa de um brinquedo? isso é de uma ignorância estapafúrdia", complementou.
As declarações foram feitas em visita à sede da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil, em Brasília, onde Ciro assinou compromissos na área de educação.


Informações O Povo
Mais informações »

0 comentários:

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

thumbnail

Presidente da Câmara Antonio Leite denuncia gasto de quase de 6 mil reais em uma única moto

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Na sessão ordinária de hoje (29/08), o presidente da Câmara Antonio Leite, denunciou gasto absurdo com motociclista.

O presidente Antonio Leite criticou o prefeito por usar a rádio para dizer que já sabe o resultado final, que será inocentado.

Lembrou que quando o prefeito disse ao o vereador Flávio Correia que estudasse pois na empresa de Rodoval só faz manutenção em automóvel óleo diesel, mas que em pesquisa encontrou manutenção em uma moto com gasto de quase 6 mil reais em uma motocicleta.

"O serviço foi feito também na mesma motocicleta na empresa pneus canteiros,  esses serviços foram feitos em outra motocicletas, da mesma forma existe tirada de notas de outras motos, como exemplos duas motos da guarda municipal. Não sei como é que  que diante  absurdos o prefeito abre a boca para dizer que é honesto".

Os vereadores de oposição não quiseram falar sobre a denuncia do presidente da casa legislativa. 
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Vereador Flavio Correia denuncia gasto de mais de 16 mil reais em Fiat Uno

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Na sessão ordinária de hoje (29/08), o vereador Flavio Correia denunciou no plenário da casa legislativa gasto de mais de 16 mil reais em um veículo Fiat Uno , no ano de 2017.


O vereador Flavio Correia também usou a Tribuna, disse que ações positivas do governo são mérito do governo sim, mas afirmou que a corrupção que é praticada  pelo governo também é mérito do governo.
Lembrou e lamentou aprovação da redução do salário do Prefeito e vice - prefeito e secretários, enfatizou que não é a favor, também contra redução dos subsídios dos vereadores. "Quem trabalha tem que ganhar bem para que não venha se corromper".

Sobre Iluminação Pública criticou o governo por arrecadar e não prestar o serviço devidamente, sobre perseguição, lamentou atitude do prefeito e gestores com alguns funcionários.
Sobre a denúncia feita da moto citada pelo presidente, "foi dito por uma pessoa que o único serviço feita nessa moto foi a troca de um pneus e uma câmara de ar.
O parlamentar afirmou que essa é apenas um pingo d'água dentro de um oceano de corrupção que existe nessa administração.
O vereador denunciou que foi gasto também mais de 16 mil reais em um veículo Fiat uno, discriminou datas, valores dos gastos.

" A culpa não é minha nem de Antonio Leite e dos demais colegas, a culpa foi da ganância desse prefeito, enquanto o jovem Daniel faz um trabalho voluntário, enquanto os catadores de lixo tem não tem incentivo de fato desse governo o dinheiro está sendo jogado fora." Afirmou Flavio Correia


Finalizou dizendo que o governo está em decomposição, que se mexe nos pés e desmancha a cabeça ."


Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Efeito Lula? PT e aliados lideram corrida pelos governos locais em 7 estados do Nordeste

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso desde 7 de abril na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Nordeste continua a trazer frutos para os candidatos do PT e aliados na região. Disputado para compor coligações em vários estados do Nordeste, o PT e aliados lideram a disputa pelos governos estaduais em 7 das 9 unidades de federações nordestinas, de acordo com a última pesquisa do Ibope.
Dos nove líderes, quatro são do PT e três estão coligados com o partido e exploram a imagem do ex-presidente. Outros candidatos, mesmo sem se coligar, defendem Lula. Há, inclusive, emedebistas que rechaçam o nome do candidato do partido, o ex-ministro Henrique Meirelles, para pedir voto para Lula. Caso os números permaneçam nesta tendência, o PT pode ter o melhor resultado da sua história na região em disputas estaduais, fazendo quatro governadores. Em 2006 e 2014, o partido conseguiu eleger três governadores, em seus melhores resultados. Já o PSDB está com participação mais tímida este ano e, mesmo onde está coligado, não tem nenhum candidato que lidere a corrida.
Dos candidatos do partido, apenas um aparece com mais de 10% de intenções de voto. Segundo pesquisa Ibope divulgada no último dia 20, Lula aparece com 60% das intenções de voto na região, mais de seis vezes o percentual do segundo colocado, Jair Bolsonaro (PSL), que teria 9% dos votos. A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, e está registrada no TSE sob número BR-01665/2018.
Veja os cenários em cada estado
Na Bahia, o atual governador Rui Costa (PT) tenta a reeleição. O nome mais forte da oposição, o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), desistiu de se candidatar e deve ser candidato ao cargo apenas em 2022. Contra ele, o candidato que chega mais próximo é o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM), mas que aparece com apenas 8% das intenções de voto.
Em Sergipe, o PT acabou se coligando com o atual governador Benivaldo Chagas (PSD) e indicou a viúva do ex-governador Marcelo Déda, Eliane Aquino, como vice na chapa. Benivaldo, entretanto, assumiu o cargo somente este ano após a renúncia de Jackson Barreto (MDB) – que vai disputar uma cadeira ao Senado. Já o líder nas pesquisas – o deputado federal Valadares Filho (PSB) – apoia Ciro Gomes (PDT).
Em Alagoas, o governador Renan Filho (MDB) segue os passos do pai, o senador Renan Calheiros (MDB), e, mesmo sendo emedebista, ataca o governo Michel Temer, rejeita a candidatura de Meirelles e pede votos abertamente para Lula. No estado, o PSDB se coligou com o PTC de Fernando Collor, o que gerou protestos de parte da cúpula tucana, que é adversária histórica do ex-presidente. O ex-governador Teotônio Vilela Filho disse que não vota em Collor “em hipótese alguma.”
Em Pernambuco, os dois principais candidatos ao governo declararam voto em Lula: o atual governador Paulo Câmara (PSB), líder na pesquisa Ibope e que tem o PT em sua coligação, e o senador Armando Monteiro (PTB). No estado, o apoio do PT foi disputado. O partido tinha como plano lançar a vereadora do Recife Marília Arraes. Mas mesmo com o diretório estadual decidindo pela candidatura, a executiva nacional barrou a candidatura para dar apoio a Câmara. Marília é candidata a deputada federal.
Na Paraíba, o candidato José Maranhão (MDB) lidera, mas rejeita a aproximação ao candidato presidencial do seu partido. “Nós estamos focados na campanha ao governo, ele pede votos pra ele apenas”, afirmou a assessoria do candidato, ao ser questionado em que votaria e apoiaria. O PT paraibano também seguiu orientação do diretório nacional e apoia a candidatura do ex-secretário do governador Ricardo Coutinho (PSB), João Azevedo (PSB).
No Rio Grande do Norte, a crise instalada no estado fez surgir nomes alternativos e que aparecem bem à frente do governador e candidato a reeleição Robinson Faria (PSD). Lá, quem lidera é a senadora Fátima Bezerra (PT), seguida pelo ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT).
No Ceará, o atual governador Camilo Santana (PT) também tenta a reeleição. Reunindo apoios da maioria dos nomes fortes da política local, ele lidera com 64% das intenções de voto e vê o tucano General Theophilo com apenas 4%.
No Piauí, outro petista lidera a disputa pela reeleição: o governador Wellington Dias, que lançou uma chapa puro-sangue, tendo como vice a senadora Regina Sousa – rifada da disputa à reeleição para dar lugar a Ciro Nogueira (PP) na chapa.
No Maranhão, a liderança é de Flávio Dino (PCdoB), que desta vez se coligou com o PT. Na segunda colocação vem a emedebista Roseana Sarney, que também já manifestou apoio à candidatura de Lula e defende a liberdade do ex-presidente.
Para o cientista político da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Adriano Oliveira, a busca pelo apoio de Lula tem como explicação a sua liderança com folga nas pesquisas de intenção de voto. “Essa busca por Lula existe por causa do Lulismo. Pesquisas qualitativas que temos mostram claramente isso, que o nordestino enxerga que ele olhou para a região, lutou pelo Nordeste. Sendo assim, é muito difícil para um candidato de outro partido se contrapor a Lula”, analisa.
Uma das características marcantes dessa eleição deve ser o debate nacional. “As campanhas serão fortemente nacionalizadas. Ou seja, em vez de ter o componente estadual, onde o eleitor decidirá a partir da avaliação do governo, vamos ter esse debate em torno de Lula, do governo Temer”, aponta. Mesmo preso, o cientista acredita que força do presidente deve seguir alta na região. “O que as pesquisas mostram é que no Nordeste o presidente foi vitimizado. As pesquisas mostram que o eleitor pergunta por que somente ele foi preso. Então, a falta dele aqui nos palanques não afeta”, afirma.



Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

terça-feira, 28 de agosto de 2018

thumbnail

Ciro sai das cordas e põe a Globo a nocaute

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Dos 27 minutos da entrevista do jornal nacional com Ciro Gomes. Bonner tem uma dificuldade patológica de fazer perguntas, claro ele nunca foi repórter na vida...
Na qualidade de leitor oficial das instruções que emanam do Ali Kamel, suas supostas perguntas são um libelo, uma acusação.
Ele tentou emparedar Ciro na cela da "corrupção" e passou a primeira parte da entrevista  em cima desse tema que interessa mais à Globo Overseas e aos moralistas sem moral, como o Moro, que recebe auxílio-moradia, do que a qualquer outro.
Em seguida, Bonner foi mais Bonner que nunca: tentou provar ao Ciro que ele era um porra-louca porque disse "eu vou tirar você do SPC".
Esse tema levou quatro horas e noventa e oito minutos na pergunta desconexa e nas intervenções ríspidas do Bonner, enquanto o Ciro tentava falar.
Ele não queria saber como o Ciro ia tirar você do SPC.
Mas por que o Ciro disse assim, na porra-louquice!
Um non-sense ridículo.
Para tentar demonstrar pela enésima vez que o Ciro é um desvairado. Só que o Ciro se portou com uma frieza insuportável.
Qualquer ser humano que não fosse o Ciro teria cuspido na cara do Bonner. Mas, o Ciro, não. Tranquilo, sem gaguejar, à espera de poder falar. Sem suar, irreconhecível, até que falou.
E fez o que Bonner tentava impedir, explicou como vai tirar você do SPC. Defendeu o Lula com unhas, dentes e competência.
(O Lula, na cadeia, obrigado a só assistir a tevê aberta, deve estar sensibilizado.)
Explicou o papel do consumo na estratégia para recuperar o crescimento econômico e que São Paulo tucano é o pai do PCC.
Ciro voltou a falar do fusível (que a Renatinha pensou que era "fuzil"): se houver impasse numa proposta como a reforma da Previdência, ele convoca um referendo: o fusível, e não fuzil...
Kamel tentou enredá-lo na "reforma" trabalhista, fazê-lo apoiar a abolição da abolição da Escravatura. Não conseguiu: Ciro denunciou isso aí como uma agressão aos direitos do trabalhador.
E, no capítulo da corrupção, assunto-mãe da ideologia que a Globo expressa, o Ciro lembrou que o Moro não prendeu um único tucano!
Apesar de toda a corrupção deslavada que praticam debaixo do nosso nariz.
Foi difícil, mas Ciro se impôs ao fuzilamento do Kamel, com a metralhadora portátil do Bonner.
No resto, um absurdo que uma emissora privada de televisão tenha esse poder de servir de palco privilegiado para um candidato a Presidente da República.
Pena que o Kamel não tenha perguntado ao Ciro como pretende enfrentar a Globo!
Em tempo: Kamel avisou que não entrevistará o Haddad.
Em tempo2: Renata Vasconcelos poderia ser poupada de ter que ler perguntas, submetida às interrupções grosseiras e machistas do Bonner. Desempenha o papel de que a Fátima Bernardes se cansou.

Informações Conversa Fiada com Paulo Henrique Amorim

Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

thumbnail

569 candidatos vão usar nome religioso nas urnas em outubro

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Ao menos 569 dos mais de 28 mil candidatos inscritos nas eleições deste ano vão testar a hipótese de que a fé move montanhas de votos. O número é o montante, entre os que buscam cargos de deputados estadual e federal, Senado, governos e Presidência, que incorporou algum título religioso no nome de urna. É o caso do deputado Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP), em busca da segunda reeleição. Apresentar-se assim, “tal qual uma marca ou logotipo, de forma simples, remete o eleitor ao caráter do candidato”, diz.
As designações preferidas são ligadas a igrejas evangélicas, como pastor, irmão e missionário e suas inflexões femininas. Não que sejam tantas assim: mulheres são ainda mais raras nesse nicho: 24%, contra 30,7% no bloco total. O levantamento feito pela Jornal Folha de São Paulo aponta para um grupo com perfil bem distinto do quadro geral — um estrato mais masculino, mais velho e com menor grau de estudo.
E também menos branco. Enquanto 52,67% do total de candidatos declararam ter essa cor, no quinhão religioso o percentual é de 36,73%. Esse bloco espelha a atual bancada evangélica na Câmara. Também ela é menos diplomada, menos branca e mais nova do que a média de parlamentares. A idade média entre os 80 deputados que compõem a frente evangélica é de 50 anos; a do total da Casa, 54. Entre os candidatos de 2018, os que carregam nomenclatura religiosa têm, em média, 47,8 anos; a faixa etária geral fica em 49,7 anos.
Quase metade dos inscritos no pleito (que ainda podem ter a candidatura impugnada) possui ensino superior.  Só 26,5% dos religiosos o têm. Aspirantes à Câmara e às assembleias legislativas estaduais são maioria. Só oito concorrem ao Senado, entre eles o Pastor Everaldo (PSC-RJ), único presidenciável a ostentar o título religioso num pleito nacional — amealhou 0,75% dos votos na corrida de 2014.
A legenda com mais adeptos de nomes de fé é justamente o PSC de Everaldo: 12,8% do total. Em seguida vêm Patriota (do presidenciável Cabo Daciolo), PHS, PROS, PRTB e PRB, todos na casa dos 5%.
Em 2016, o PRB emplacou na Prefeitura do Rio Marcelo Crivella, sobrinho do líder da Igreja Universal, que tem na sigla seu braço político. No livro “Plano de Poder” (2008), Edir Macedo alerta para uma inércia “nociva” no eleitorado cristão, em parte por uma “interpretação errônea de que Deus fará tudo sem que a pessoa precise mover uma palha”.
“Maquiavel definiu [a política] como ‘a arte de governar e estabelecer o poder’ (‘O Príncipe’). Sendo assim, do ponto de vista de Deus, com quem você acha que Ele desejaria que estivesse esse poder e domínio? Nas mãos de Seu povo ou não?”, o bispo escreveu.
A Missionária Edilaine Pires (Patri-SP) quer estrear na “arte de governar”, e para tanto “não teria como eu abortar nome tão nobre”, diz a candidata a deputada. “Não foi uma escolha [para a urna], já é uma condição da minha vida.”
Adotar codinomes de fé não é um mal em si, diz André Lemos Jorge, ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral paulista. Compara: “Na urna, o militar também usa capitão, major”. No meio evangélico não costuma haver embaraço em escolher nomes entre os seus para entrar na política. Católicos são mais reticentes à ideia. Há 18 candidatos que incluíram “padre” na alcunha eleitoral. Para se ter uma ideia, só os pastores na lista somam 352.
Muitos desses clérigos são ligados a partidos à esquerda, como PT, PDT e PSB. O petista Padre Honório disputa seu segundo mandato como deputado estadual capixaba. A desproporção entre nomes católicos e evangélicos no pleito, para ele, é simples de explicar: a Igreja Católica não é muito entusiasta dessa ideia.
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) diz ao Jornal Folha de São Paulo que não existe “qualquer orientação” para proibir voos eleitorais de sacerdotes. Incentivo também não há. O Código de Direito Canônico diz que o clero “não pode ter parte ativa nos partidos políticos”, salvo quando, “a juízo da competente autoridade eclesiástica”, promova “a defesa dos direitos da Igreja ou a promoção do bem comum”.
Outra diretriz: que “clérigos evitem aquilo que, mesmo não sendo indecoroso, é alheio ao estado clerical”. “Mas, apesar disso, o direito canônico não prevê punição alguma a religiosos que forem contra as determinações”, diz a CNBB.
Cada caso é um caso, decidido dentro das dioceses. O bispo de Jundiaí, dom Vicente Costa, emitiu uma nota após um dos padres sob sua guarda, Silvio Andrei (PR-SP), candidatar-se à Câmara em 2018. Ele foi afastado de suas funções sacerdotais pois, “como instituição eclesial”, a Igreja não pode apoiar partido y ou candidato x, “causando com isso divisão entre os seus fiéis”.
“Vale recordar as palavras do apóstolo Paulo”, pediu dom Vicente. “Irmãos, vos exorto, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, a que estejais todos de acordo no que falais e não haja divisões entre vós.”
Padre Honório foi outro que teve de se licenciar de sua paróquia o que não impede que celebre missas dominicais em Mantena (MG), onde ninguém é seu eleitor. “Até mesmo pelo ambiente político ser extremamente delicado, é importante que eu esteja amparado espiritualmente e faça a celebração.”




Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

sábado, 25 de agosto de 2018

thumbnail

Sem apresentar provas Prefeito Dariomar diz que é inocente

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Na tarde de hoje (25/08), o prefeito Municipal de Altaneira Dariomar Rodrigues participou do programa de seu governo rádio Altaneira FM.

Dariomar aproveitou para divulgar ações de seu governo, como também ressaltou o sucesso do programa sinalize no município de Altaneira que através do Governo Estado realizou pavimentação asfáltica em algumas ruas do município.

Prefeito ainda destacou alguns avanços de seu governo como também as dificuldades que vem passando com a falta de recursos.

O prefeito lamentou que vem sendo bombardeado de todos  os lados com notícias falsas e maldosas, pediu ao povo que acreditem nele que ele não fez nada de errado.

Ainda disse que já sabe o resultado no final, que será absovido. No entando não apresentou nenhuma prova concreta de sua inocência, apenas pediu que acreditem na palavra dele.

Dariomar não comentou nada sobre o rompimento seu com o ex-prefeito Delvamberto Soares.


Clique aqui e confira a entrevista




Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

thumbnail

Comissão Processante solicita documentos de empresas investigadas

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Na manhã de hoje (24/08), foi realizada mais uma reunião da Comissão Processante que investiga denúncia de cometimento de infração  politica e   administrativa do prefeito Dariomar Soares 

O Presidente da Comissão Processante, vereador Adeilton Silva deu início a reunião , em seguida passou a palavra para secretária, vereadora Silvania Andrade para leitura da Ata da reunião anterior que foi aprovada.

Em seguida vereador Adeilton Silva, informou que seria colocada em votação cinco requerimentos. O relator da comissão Flavio Correia solicitou da Assessoria Jurídica se seria possível convocação do denunciante Raimundo Soares para comparecer as reuniões para quer possa tirar algumas duvidas sobre a denúncia.

Assessoria informou que cabe ao relator apenas fazer o convite ao denunciante para que possa comparecer e participar das reuniões.

Logo após foi lido sete requerimentos, solicitando notas fiscais, documentos de veículos, o vereador  Flavio enfatizou que os requerimentos são necessários para requerer alguns documentos que não foi possível encontrar e alguns outras informações que estão divergentes.

Como também foi apresentado requerimentos de convocações, solicitando comparecimento do  secretário de infraestrutura Paulo Almeida,  secretário de Agricultura Ceza Cristóvão, Gerente de Departamento de Almoxarifado da Prefeitura, Miscelândia Gonçalves, para prestar esclarecimentos dos autos do processo.

Foi solicitado também ao Prefeito Municipal Dariomar Soares, copias de documentos do controle de entrada e saída de pneus realizadas pelo serviço de controle interno de todas secretarias municipais, alusivas ao execício de 2017. 

A vereadora Zuleide Ferreira usou a palavra para enfatizar que os requerimentos são necessários, ainda indagou quais horários o relator Flavio Correia pesquisou toda essa documentação, " estive na Cãmara duranet a semana e não vi o senhor analisando os documentos.

O relator Flavio Correia, disse que mais uma vez está sendo insultado mas afirmou que está vacinado, enfatizou que solicitou os documentos para que todos tirem as dúvidas.

O presidente Antonio Leite, disse que não se pode folhear papeis e achar que já tudo certo, enfatizou que a solicitação dos documentos é necessário, que também faz pesquisas no portal para tirar algumas duvidas.

A vereadora Silvânia Andrade, disse que não se pode pesquisar outros documentos, já que os estão na casa esses documentos é que devem ser analisados.

O presidente da Comissão fez um relatório do que pede o relator da Comissão através de requerimentos, convocou os cidadãos para analisar todo processo,  ainda disse concordar que temos que analisar os documentos que estão na casa, mas também concorda com o presidente da Câmara que devemos buscar mais conhecimentos. 

Todos os requerimentos foram aprovados. No final o presidente da Comissão informou que vai em conjunto com assessoria e os vereadores fazer um cronograma do andamento dos trabalhos.


Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Bolsonaro coleciona série de recuos durante campanha, ida a debates e saída da ONU são exemplos

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que lidera a corrida presidencial em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), coleciona recuos e contradições durante sua campanha. Confrontado com o repúdio de setores estratégicos da opinião pública e do meio político, o capitão reformado do Exército bateu em retirada em diversão declarações.
O mais recente recuo foi sobre sua participação em debates de TV. Inicialmente, ele havia prometido ir a todos, já que conta com apenas oito segundos para propaganda eleitoral gratuita na televisão. Na quarta-feira, 22, o presidente do PSL e braço direito do candidato, Gustavo Bebianno, afirmou que a campanha estava reavaliando a participação do deputado. “Ele está de saco cheio desses debates inócuos, que não levam a nada. Não sabemos se ele vai aos outros. Tem 40%, 50% de chance de não ir.”
Ao Portal Uol Notícias, Bebianno foi mais enfático, descartando a participação em todos os debates televisivos. Já na quinta, 23, em agenda de campanha em Araçatuba (SP), Bolsonaro disse que “a princípio” vai participar dos próximos debates, mas fez críticas ao formato dos programas. “Aqui, eu consegui te dar uma resposta de três minutos, razoável. Lá eu tenho 45 segundos para responder a mesma pergunta.”
Filho do presidenciável, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse à reportagem que o pai vai participar de todos os debates “de grande audiência”. A mudança ocorre depois de um embate entre Bolsonaro e sua adversária da Rede, Marina Silva, no último debate, promovido pela RedeTV!. Ele foi confrontando pela candidata por seus posicionamentos em relação aos direitos das mulheres e sobre a defesa de armas.
Internamente, a campanha avalia que a discussão com uma mulher foi negativa para o deputado federal, que enfrenta forte resistência no eleitorado feminino por seus posicionamentos considerados misóginos. Pesquisa Datafolha publicada nesta semana mostrou que a rejeição das mulheres ao nome de Bolsonaro cresceu nove pontos percentuais desde junho, de 34% para 43%, o que leva o candidato ao topo dos que não seriam votados “de jeito nenhum” pelo eleitorado feminino. As mulheres representam 52% dos eleitores brasileiros.
Também nesta semana, o capitão reformado do Exército mudou de ideia sobre declaração dada no último sábado, 18, de que o Brasil sairia da ONU caso seja eleito. Ao Jornal Folha de São Paulo, ele disse ter cometido um ato falho e que se referia, na verdade, ao comitê de Direitos Humanos da ONU, que fez recentemente recomendação favorável à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Entre promessas não cumpridas estão ainda a de divulgação dos nomes dos futuros ministros de um eventual governo Bolsonaro. Ele afirmou que anunciaria a lista de seus auxiliares antes mesmo do início da campanha. Voltou atrás e disse que todos que declaram apoio a ele são alvos de perseguição.
Em outro recuo, provocado pela reação à proposta, Bolsonaro reviu ainda a ideia de ampliar de 11 para 21 o número de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), medida que foi vista pelo meio jurídico como autoritária — ação do tipo foi colocada em prática pelo governo Castelo Branco, o primeiro da ditadura militar. Durante as negociações dele com a advogada Janaína Paschoal para ser sua vice, ele mudou de ideia e disse que manteria o tribunal como está hoje.
O capitão reformado também gerou controvérsia entre seus eleitores após ter afirmado à Folha que “não compete ao outro lado”, o do homem, dizer se a mulher deve ou não interromper uma gravidez. Na entrevista, ele disse ainda que é contra o aborto e que a prisão da mulher que aborta compete ao Judiciário. Depois de a reportagem ter sido publicada, Bolsonaro disse que a frase publicada era mentirosa: “Nunca falei isso! Mais uma covardia dessa imprensa suja”.
A própria escolha de seu vice, o general da reserva do Exército Hamilton Mourão, se deu depois de uma de idas e vindas. Dias antes do prazo final, Bolsonaro disse que estava entre Janaína e o príncipe Luiz Philippe de Orléans e Bragança, mas anunciou de última hora o nome do PRTB.
Candidato diz que filhos atiraram com balas a partir dos 5
Em visita a sua cidade natal, Glicério (SP), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nessa quinta, 23, que todos os seus filhos atiraram com munição de verdade a partir dos cinco anos de idade. A prática é proibida por lei e o responsável pode ser punido com três a seis anos de prisão. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) estabelece como crime “vender, fornecer ainda que gratuitamente ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente, arma, munição ou explosivo”.
Bolsonaro disse que “nós não podemos criar uma geração de covardes”. “A arma é inerente à defesa da sua vida e à liberdade de um país. Meus filhos todos atiraram com cinco anos de idade, real, não é de ficção nem de espoleta não, tá ok?”, declarou, em resposta a um jornalista.
Em giro pelo interior de São Paulo, o candidato foi recebido em Araçatuba por uma multidão de simpatizante, participou de uma carreata e discursou para o público em um caminhão de som. À imprensa, Bolsonaro disse que encoraja o ensino do uso de armas pelos pais e se irritou ao ser questionado sobre o tema. “Esse ECA tem que ser rasgado e jogado na latrina”, declarou. “Tem que diminuir [a maioridade penal] para 14 anos e, se não for possível, para 16 ou 17 anos.”
Sobre o fato de a prática ser proibida Bolsonaro disse defender “que o pai ensine ao filho o que é uma arma de fogo e para que serve”. Um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), interveio dizendo que tinha cinco anos de idade em 1989, e que o ECA foi aprovado no ano seguinte. O presidenciável disse ainda que “não podemos ter uma geração de covardes, de ovelhas morrendo nas mãos de bandidos sem reagir”.




Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

thumbnail

Delvamberto confirmou rompimento com Prefeito Dariomar

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A convite do radialista Garoto Beleza o ex -prefeito de Altaneira Delvamberto Soares participou na tarde de hoje (23/08), do programa notícias em destaque na rádio Altaneira FM.

Sobre as investigações que pode cassar o mandato do prefeito Dariomar Rodrigues, Delvamberto Soares enfatzou que não tem influência sua, que isso é consequência das ações do prefeito e que os vereadores tem obrigação de investigar.

Afirmou que rompeu com Dariomar por alguns motivos " Dariomar foi candidato porque eu indiquei, todos sabem quem era Dariomar antes deu ser prefeito e depois que eu lhe apoiei, infelizmente hoje ele decidiu se aliar aos que antes queriam lhe derrotar, eu tenho uma postura diferente, quando prefeito escutei e ajudei meus amigos, não aceitou traição, eu seria muito sem vergonha se hoje eu deixasse meus amigos para ficar com adversário político".

Ainda lamentou atual momento que ultrapassa o município sem investimentos, comercios parados, lembrou que seu governo o município cresceu em todos os aspectos, afirmou ainda que já deu sua contribuição  e que não será mais candidato, mas que vai continuar fazendo política com seu grupo de amigos que querem o bem do povo altaneirense.

Desmentiu boatos que está rompendo com prefeito por motivo financeiro, lembrou que  tanto ele como seu irmão Palito é muito bem estruturado financeiramente, que o motivo é claro, por não aceitar se aliar com alguns do grupo de oposição.

Sobre eleições para Deputado, disse que Altaneira tem bons nomes, que seu grupo vai apoiar para Estadual Guilherme Landim e Federal Genecias Noronha.

Pediu ainda alguns vereadores que deixem de falar em seu nome, que o espaço  da Câmara deveriam apresentar proposta para o crescimento do município e não para picuinhas tentando fazer media com prefeito em cima de seu nome.

Sobre eleições municipais futuras , disse que ainda é muito cedo para fazer uma análise, mas que com certeza vai está com seus amigos. 







Mais informações »

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top