Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

terça-feira, 27 de março de 2018

Com ânimo renovado, oposição, sob comando de Tasso, tem chapa ao Governo e ao Senado

Publicado por Junior Carvalho As terça-feira, 27 de março de 2018  | Sem Comentarios


O senador Tasso Jereissati sacudiu, pela segunda vez, em menos de dois meses, o ânimo da oposição ao Governo Camilo para unificar o discurso e traçar planos para lançamento de uma chapa ao Palácio da Abolição e ao Senado. O encontro dos líderes de oposição, nessa segunda-feira, no escritório do tucano, em Fortaleza, teve como principal cardápio os números de uma pesquisa sobre intenção de votos que deixou dirigentes do PSDB, PSD, PROS e SD animados e certos de que, embora poucos, mas unidos, é possível conquistar o poder nas eleições de 2018.
A semana que antecedeu à reunião entre Tasso, Lúcio Alcântara, Roberto Pessoa, Luiz Pontes, Domingos Filho, Genecias Noronha, Danilo Forte, Domingos Neto e Capitão Wagner foi tensa e com incerteza. O cenário de dúvidas surgiu a partir da decisão do Capitão Wagner em se filiar ao PROS, em Brasília, sem a presença de líderes oposicionistas. O gesto isolado deixou a entender que o Capitão não estaria disposto a sacrificar uma eleição certa à Câmara Federal pela candidatura ao Governo do Estado.
Vinte e quatro horas após a filiação ao PROS, Wagner deixou ainda mais dúvidas sobre uma candidatura de governador ao disparar ácidas críticas a segmentos da oposição que tinham um pé no Governo. O alvo dos petardos era justamente o PSDB que, nessa segunda, pela voz do senador Tasso Jereissati, o reanimou a permanecer no jogo da sucessão estadual. É bom lembrar que, no dia 26 de janeiro, no primeiro encontro da oposição em 2018, Tasso deu o gás necessário para o Capitão aceitar a ideia de concorrer à sucessão de Camilo.
Wagner tinha razão quando fez a crítica aos tucanos que, desde o ano passado, viram o ex-vice-governador Maia Júnior assumir o cargo de Secretário de Planejamento e Gestão do Governo Camilo e ficaram de braços cruzados. Maia não pediu licença da filiação, nem o PSDB o desligou. O constrangimento era inevitável. Entre o discurso áspero e a reunião para leitura da mais importante pesquisa sobre a imagem do Governo do Estado e aceitação, pelos eleitores, dos nomes apresentados como opções para governador e senador, coube ao ex-senador Luiz Pontes, em duas oportunidades, na quinta e sexta-feira passadas,  o papel de bombeiro para apagar as chamas de um incêndio na oposiç&ati lde;o.
 A primeira medida adotada, diante do clima tenso, foi transferir da última sexta para essa segunda-feira, o encontro do  grupo oposicionista. A estratégia foi acertada e, após a reunião liderada por Tasso, a oposição saiu revigorada e com um discurso uniforme. ‘’Temos nomes de peso eleitoral, respeitados na política e com propostas para um novo projeto para o desenvolvimento econômico e social do Estado’’, disse, após a reunião, o ex-senador Luiz Pontes, que, ao lado de Tasso, demonstra entusiasmo com a caminhada da oposição.
Passada a turbulência da semana anterior, Wagner chegou à reunião dos líderes de oposição como o homem dos votos para puxar a chapa de oposição.  Está mais do que nunca como uma estrela de primeira grandeza e com o brilho nos olhos pelos números da pesquisa que o levam  – desde já, ao segundo turno da eleição ao Governo do Estado. Mais do que isso: se não quiser encarar a corrida ao Palácio da Abolição, Wagner tem, também, opção de ser candidato ao Senado.
Wagner, ao lado de Tasso e do ex-governador Lúcio Alcântara, fica como porta voz da oposição e cumprirá importante papel nas articulações para formação de uma chapa  ao Governo do Estado e ao Senado Federal. Wagner tem a opção de ser candidato a governador ou a senador. A chapa desenhada pela oposição tem, ainda, nesse momento, o nome de Lúcio como alternativa ao Senado. Tasso comanda a oposição, coordena as pesquisas, mas não escapa das pressões, em tom de incentivo, para ser o palanque que o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, precisa no Ceará.




Informações Ceará Agora

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top