Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

thumbnail

Datafolha aponta que, sem Lula, Bolsonaro lidera e Ciro cresce

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O impacto das mudanças na corrida presidencial após a condenação do ex-presidente Lula se reflete na primeira pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto Datafolha e publicada, nesta quarta-feira, 31. Sem Lula na disputa ao Palácio do Planalto, quatro pré-candidatos apresentam, pelo quadro atual, chances de chegar ao segundo turno.
A pesquisa do Datafolha revela que, se o primeiro turno da eleição fosse hoje, Jair Bolsonaro ficaria em primeiro lugar, com 18% das intenções de votos, seguido de Marina Silva (13%.), Ciro Gomes (10%), Geraldo Alckmin (8%) e Luciano Huck (8%). Lula, de acordo com a pesquisa, manteve a mesma popularidade, 37% de intenção de votos, mas, enquadrado na Lei da Ficha Limpa, está inelegível.
Sem Luiz Inácio Lula da Silva na corrida ao Palácio do Planalto, os votos do ex-presidente ficam pulverizados. O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, pelos números da pesquisa do Datafolha, realizada na última segunda e nessa terça-feira, é um dos mais beneficiados. A saída de Lula impulsionaria principalmente Marina e Ciro Gomes. Na comparação de cenários com e sem a participação do ex-presidente, Marina passa de 8% para 13%, enquanto Ciro cresce de 6% para 10%.
O Instituto Datafolha ouviu 2.826 entrevistas em 174 municípios. A pesquisa, com margem de erro de dois pontos para mais ou menos, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 05351/2018. A avaliação dos números da pesquisa do Datafolha revela que, apesar de liderar a corrida sem Lula, Jair Bolsonaro parou de crescer.
Bolsonaro, conforme o Datafolha, oscilou negativamente em todos os quadros apresentados na pesquisa, em comparação com o levantamento de novembro. As intenções de voto do deputado também ficaram estáveis nas simulações de segundo turno. Ele seria derrotado tanto pelo ex-presidente Lula (49% a 32%) quanto pela ex-senadora Marina Silva (42% a 32%).
A pesquisa indica ainda que o ex-presidente Lula conserva força eleitoral, mesmo condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Lula aparece como líder no primeiro turno em todos os cenários, com percentuais que variam de 34% a 37%.
A pesquisa mostra que, no segundo turno, Lula venceria Alckmin (49% a 30%) e Marina (47% a 32%), além de Bolsonaro. Alckmin enfrenta dificuldades, patina em todos os cenários do Datafolha, apresenta entre 6% a 11% das intenções de voto e, no segundo turno, seria derrotado por Lula e, hoje, aparece tecnicamente empatado em uma disputa com Ciro Gomes.
O apresentador de TV, Luciano Huck, também aparece com 8% de intenção de votos. Um dos dados que chamam a atenção na pesquisa do Datafolha é que, sem a presença de Lula, cresce de 16% para 27% o percentual de eleitores que poderão anular o voto ou votar em branco na eleição presidencial.



Informações Ceará agora
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Datafolha aponta que, sem Lula, Bolsonaro lidera e Ciro cresce

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O impacto das mudanças na corrida presidencial após a condenação do ex-presidente Lula se reflete na primeira pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto Datafolha e publicada, nesta quarta-feira, 31. Sem Lula na disputa ao Palácio do Planalto, quatro pré-candidatos apresentam, pelo quadro atual, chances de chegar ao segundo turno.
A pesquisa do Datafolha revela que, se o primeiro turno da eleição fosse hoje, Jair Bolsonaro ficaria em primeiro lugar, com 18% das intenções de votos, seguido de Marina Silva (13%.), Ciro Gomes (10%), Geraldo Alckmin (8%) e Luciano Huck (8%). Lula, de acordo com a pesquisa, manteve a mesma popularidade, 37% de intenção de votos, mas, enquadrado na Lei da Ficha Limpa, está inelegível.
Sem Luiz Inácio Lula da Silva na corrida ao Palácio do Planalto, os votos do ex-presidente ficam pulverizados. O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, pelos números da pesquisa do Datafolha, realizada na última segunda e nessa terça-feira, é um dos mais beneficiados. A saída de Lula impulsionaria principalmente Marina e Ciro Gomes. Na comparação de cenários com e sem a participação do ex-presidente, Marina passa de 8% para 13%, enquanto Ciro cresce de 6% para 10%.
O Instituto Datafolha ouviu 2.826 entrevistas em 174 municípios. A pesquisa, com margem de erro de dois pontos para mais ou menos, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 05351/2018. A avaliação dos números da pesquisa do Datafolha revela que, apesar de liderar a corrida sem Lula, Jair Bolsonaro parou de crescer.
Bolsonaro, conforme o Datafolha, oscilou negativamente em todos os quadros apresentados na pesquisa, em comparação com o levantamento de novembro. As intenções de voto do deputado também ficaram estáveis nas simulações de segundo turno. Ele seria derrotado tanto pelo ex-presidente Lula (49% a 32%) quanto pela ex-senadora Marina Silva (42% a 32%).
A pesquisa indica ainda que o ex-presidente Lula conserva força eleitoral, mesmo condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Lula aparece como líder no primeiro turno em todos os cenários, com percentuais que variam de 34% a 37%.
A pesquisa mostra que, no segundo turno, Lula venceria Alckmin (49% a 30%) e Marina (47% a 32%), além de Bolsonaro. Alckmin enfrenta dificuldades, patina em todos os cenários do Datafolha, apresenta entre 6% a 11% das intenções de voto e, no segundo turno, seria derrotado por Lula e, hoje, aparece tecnicamente empatado em uma disputa com Ciro Gomes.
O apresentador de TV, Luciano Huck, também aparece com 8% de intenção de votos. Um dos dados que chamam a atenção na pesquisa do Datafolha é que, sem a presença de Lula, cresce de 16% para 27% o percentual de eleitores que poderão anular o voto ou votar em branco na eleição presidencial.


Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

thumbnail

Sindicato dos Servidores de Altaneira quer manter Imposto Sindical

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Extinta obrigatoriedade do desconto do Imposto Sindical a todos os trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público pela reforma trabalhista, a direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA) pretende restituir o referido imposto para seus associados.

A presidente da entidade professora Lúcia Lucena convocou a Assembleia Geral para o próximo sábado (03/02) com a finalidade de aprovar a autorização da contribuição sindical que representa um dia de serviço dos servidores municipais a ser descontada no mês de março de cada ano.

Originariamente, era denominada imposto sindical, e depois teve sua denominação modificada para contribuição sindical, mas sempre manteve seu caráter de pagamento obrigatório para empregados, empresas e profissionais liberais pertencentes a categorias representadas por sindicatos, independente de serem associados ou não.

Com a vigência da Lei nº 13.467/2017 o desconto da contribuição sindical está condicionado à autorização prévia e expressa dos associados e somente deles será descontada em folha de pagamento.

Além da autorização para desconto da contribuição, a direção da entidade  pede autorização para propor Ação Judicial para cobrança da Contribuição Sindical em caso dos gestores municipais não cumpram a decisão.

Em grupo de WhatsApp o vereador Professor Adeilton Silva, tem liderado uma campanha pela não aceitação da proposta da direção da entidade.

“vamos se mobilizar para que os sócios compareçam a essa assembléia e não deixar que seja aprovada essa contribuição”, escreveu o professor.

A Assembleia será instalada às 10h deste sábado, na sede da entidade, localizada no Sítio Poças.








Informações Blog de Altaneira
Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

thumbnail

PT ameaça registrar Lula mesmo preso

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O PT decidiu registrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto em 15 de agosto, último dia estabelecido pela Lei Eleitoral, mesmo se ele estiver preso nesta data. O cronograma do partido prevê a retomada das caravanas de Lula pelo País porque, se ele for impedido de disputar a eleição, seu nome somente será trocado na última hora.

Dirigentes e parlamentares do PT temem o encolhimento da legenda nas urnas, mas avaliam que, quanto mais Lula fizer campanha nas ruas - embalada pelo discurso da "vitimização" -, maior potencial ele terá de transferir votos para eventual substituto. Até agora, só há dois nomes cotados para esse posto nas fileiras petistas: o do ex-governador da Bahia Jaques Wagner e o do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.
Com essa estratégia, o PT pretende radicalizar o discurso de que o ex-presidente é vítima de perseguição política para tirá-lo do jogo, mesmo sabendo de todas as dificuldades para reverter a decisão do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), que o condenou a 12 anos e um mês de prisão.
Quatro integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ouvidos pelo Estado disseram que a Corte deverá dar prioridade máxima na avaliação do registro da candidatura petista. O calendário eleitoral prevê que essa inscrição tem de ser julgada pelo TSE até 17 de setembro.
A Lei da Ficha Limpa define que serão considerados inelegíveis políticos com decisão de órgão judicial colegiado - como é o caso da 8.ª Turma do TRF-4, que condenou Lula - por crimes contra a administração pública e de lavagem ou ocultação de bens, por exemplo. A condenação de Lula foi por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).
Os petistas já foram informados de que, sem uma liminar - do próprio TRF-4, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou do Supremo Tribunal Federal - suspendendo a inelegibilidade de Lula, as chances de o TSE aceitar o registro da candidatura dele são mínimas.
Segundo a súmula 41 do TSE, a Corte Eleitoral não pode decidir sobre o acerto ou desacerto de uma liminar concedida por outros órgãos do Judiciário que configure causa de inelegibilidade. Isso significa que, se Lula conseguir liminar no TRF-4, no STJ ou no STF, a Justiça Eleitoral terá de acatá-la.
Palanque. Para o advogado eleitoral Fabrício Medeiros, há uma "clara exploração política" do caso. "Embora a lei eleitoral não vede o pedido de registro de aspirante a candidato condenado criminalmente por órgão colegiado, o fato é que, no caso específico do ex-presidente, essa iniciativa revela mais uma tentativa de jogar com os prazos e com a legislação".
Integrantes do TSE disseram ao Estado que a insistência do PT em registrar a candidatura de Lula pode causar constrangimentos e dificultar a formação de alianças. Um deles chegou a afirmar que uma eventual prisão do ex-presidente compromete a articulação política em torno de um "candidato morto vivo".
Na avaliação do PT, porém, a estratégia pode servir tanto como palanque para a defesa de Lula como para disseminar a ideia de que há uma "caçada" contra ele. "Tudo isso repercute tanto no Brasil como internacionalmente, ampliando a percepção das pessoas sobre essa perseguição que está ocorrendo", argumentou o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), para quem a apreensão do passaporte de Lula, ordenada pelo juiz Ricardo Leite, da Justiça Federal em Brasília, foi uma medida "covarde e imperial".





Informações O Povo
Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

thumbnail

Bolsonaro, Marina, Ciro, Alckmin: quem vira favorito numa eleição sem Lula?

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A condenação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, torna o cenário eleitoral o mais incerto das últimas décadas, a menos de sete meses do início da campanha. Mesmo com o PT afirmando que insistirá em ir ao limite das possibilidades com a candidatura de Lula, é remota a possibilidade do ex-presidente conseguir disputar sua sexta eleição presidencial. Com o líder em todas as pesquisas de intenção de voto provavelmente fora da disputa, cresce a quantidade de votos brancos e nulos, além de não haver um favorito claro.
Nas pesquisas realizadas até aqui, Jair Bolsonaro (PSC-RJ, com filiação acertada ao PSL) aparece na segunda colocação em todos os cenários e, nas simulações sem Lula como candidato, é sempre o líder. Porém, o eleitorado dele é, em tese, muito diferente do de Lula – embora sempre haja parcela mais popular, apegada à imagem do petista, mas também sensível ao discurso contra violência e em defesa da família. As pesquisas mostram haver discreta migração de votos para Bolsonaro, com Lula fora da disputa.
Quem tem maior crescimento proporcional é Ciro Gomes (PDT). Na última pesquisa Datafolha, ele aparecia com até 7% nos cenário eleitoral com Lula. Sem ele, o percentual de Ciro quase dobra: 13%.
Marina Silva tem o mesmo crescimento de seis pontos percentuais. O desempenho dela nos cenários com Lula é melhor que o de Ciro. Tem até 11%. Sem Lula, ela chega até 17%, aparecendo, tecnicamente, empatada com Bolsonaro. Pelos últimos levantamentos, pode-se dizer que Ciro é quem mais cresce com Lula fora da disputa, mas Marina é a candidata que mais ganha competitividade.
Cogitado como potencial candidato em substituição a Lula, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) chega a 3%. Porém, a intenção de votos que mais cresce sem Lula, pelo último Datafolha, é de votos brancos e nulos. O percentual mais que dobra: de até 14% para um pico de 30%.
Mesmo o provável candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, ganha com a saída de Lula. Ele passa de um máximo de 9% para até 12%. O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa passa de um percentual de até 6% para um pico de 8%. João Doria, outra opção tucana, oscila de 5% para 6% sem Lula. O senador Álvaro Dias, do Podemos, alcança até 4%, quando Lula é candidato. Na simulação sem o petista, atinge até 6%.
Aliada do petista, mas também pré-candidata, a deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB) oscila de 2% para 3% entre os cenários com Lula e sem Lula. Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD) passa de 1% para 2% nas simulações feitas em dezembro pelo Datafolha de uma eleição com Lula e sem Lula.
O cenário ainda tende a mudar muito até a eleição. Nomes já surgiram desde as últimas pesquisas, como o ex-presidente Fernando Collor (PTC). Outros podem entrar e outros sair de cena. O quadro também muda com a confirmação da sentença contra Lula. E há muito a acontecer até a eleição. Por ora, todavia, o panorama sem Lula é de Bolsonaro como único candidato que ultrapassa os 20%, e isso em algumas simulações: o máximo que atinge é 22%. Isso mostra o quão aberto e imprevisível fica o cenário para uma campanha que começa daqui a menos de sete meses.



Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

thumbnail

Após condenação, PT lança pré-candidatura de Lula à Presidência

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Um dia depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido condenado em segunda instância na Justiça, o PT formalizou o anúncio do seu nome como pré-candidato a presidente da República. A presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, anunciou a candidatura logo no início da reunião do Diretório Nacional do partido nesta quinta-feira,25.

A reunião  conta com a participação de dois advogados, que vão falar sobre o julgamento de quarta-feira, 24, e sobre os próximos passos no processo jurídico de Lula. "Depois, essa será uma reunião política, porque estamos lançando a pré-candidatura de Lula à presidência da República."
 Lula foi condenado em segunda instância pela turma de desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá. Com isso, foi ampliada a pena estabelecida pelo juiz Sergio Moro, que havia condenado o petista em primeira instância a nove anos e meio de reclusão.
Apesar da Lei da Ficha Limpa prever que políticos condenados em segunda instância não podem ser candidatos, a decisão do TRF-4 não tira Lula da eleição automaticamente. Uma possível impugnação da candidatura do petista cabe somente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá levar em conta o que prevê a Ficha Limpa na hora de analisar o caso do ex-presidente.
Gleisi disse que não falaria sobre a condenação, mas afirmou que a reunião era importante em virtude "do momento que estamos vivendo". Ela agradeceu o apoio dos partidos PCdoB, Psol, PSB, PDT e o PCO e também ao senador Roberto Requião (MDB), além de movimentos sociais e sindicatos do Brasil e de outros países. "Desde 2014, não via mobilização tão grande da militância. É possível consolidação da centro-esquerda para enfrentar retrocesso."
O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que o Plano B do partido para a eleição também é o ex-presidente Lula, mesmo após a condenação dele em segunda instância. "O evento de hoje tem o objetivo de recuperar a democracia e inocentar Lula", disse Teixeira. "Além disso, queremos recuperar os direitos que estão sendo tirados", acrescentou.





Informações O Povo

Mais informações »

0 comentários:

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

thumbnail

Num dia histórico, 70 mil pessoas gritaram por democracia em Porto Alegre

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Porto Alegre teve nesta terça-feira a maior manifestação de sua história. Mais de 70 mil pessoas se reuniram na cidade em um histórico ato de apoio ao ex-presidente Lula. 
Nesta quarta, o TRF-4, na cidade, vai julgar o recurso do petista de sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex da OAS. 
Na véspera do julgamento, uma multidão de vermelho tomou as ruas para saudar Lula, que retribuiu com um discurso emocionado, em que reafirmou sua inocência, agradeceu o apoio e falou da disposição em ajudar os brasileiros. 
"Preciso que o povo participe para que a gente possa recuperar esse país. Vocês não tem noção de como foi bom esse país ser grande. Esse país vai voltar. Podem ter certeza", afirmou.
Lula destacou ainda a falta de provas para sua condenação.
"Por isso a minha tranquilidade. A tranquilidade dos inocentes. Daqueles que não cometeram nenhum crime. Eles tem medo que eu volte? Eles tem medo pelas coisas boas que nós fizemos. Por uma empregada doméstica ver sua filha estudando medicina", completou.
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Qualquer que seja o resultado do julgamento, eu seguirei na luta pela dignidade do povo desse país", disse Lula

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



"Qualquer que seja o resultado do julgamento, eu seguirei na luta pela dignidade do povo desse país", disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira (23), em um discurso em Porto Alegre  durante um ato de agradecimento à solidariedade de milhares de pessoas que estão acampadas na cidade para acompanhar a sessão no TRF4.
"Só uma coisa vai me tirar das ruas desse país e será no dia que eu morrer. Até lá estarei lutando por uma sociedade mais justa", disse Lula, emocionado. 
Cerca de 70 mil pessoas se aglomeraram nas imediações da chamada Esquina Democrática para ouvir o discurso do ex-presidente, que afirmou que não falaria sobre o processo, e sim sobre o país. "Não vim aqui pra falar do meu processo, primeiro porque tenho advogados competentes que já provaram minha inocência, segundo porque acredito que meus juízes vão se ater aos autos do processo. Eu vim aqui falar de esperança, de sonhos. Vim falar da soberania nacional", disse Lula ao iniciar sua fala.
"As pessoas tem que entender que não estou preocupado comigo. Estou preocupado com o povo brasileiro. Eles estão desmontando o Prouni, o Fies, as escolas técnicas", destacou o ex-presidente, enumerando os retrocessos que sucederam o golpe contra a presidenta eleita Dilma Rousseff, que também acompanhou o ato.
Milhares de apoiadores do ex-presidente começaram a chegar nesta segunda-feira (22) a Porto Alegre. Diversos movimentos sociais como o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra) marcharam até a cidade para demonstrar solidariedade a Lula e defender seu direito de ser candidato. "Também queria cumprimentar os companheiros da Argentina, do Uruguai, da Itália, de Portugal, da República Dominicana e da Venezuela que estão aqui com a gente", agradeceu Lula.
Caravana
O ex-presidente ressaltou que tem intenção de voltar ao estado do Rio Grande do Sul em fevereiro para mais uma etapa da caravana Lula Pelo Brasil.
Julgamento
Nesta quarta-feira (24), Lula deve acompanhar o julgamento em São Paulo. Mais tarde, ele participa de um ato na Praça da República, às 16h.







Informações Brasil 247
Mais informações »

0 comentários:

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

thumbnail

"Quero que a justiça me peça desculpas" afirmou Lula

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar nesta segunda-feira que os processos em que é réu, como no caso do tríplex do Guarujá que vai julgamento nesta semana no TRF-4, são carentes de prova. "Estou pedindo uma prova há tanto tempo, podem ir à TV me desmoralizar", disse o ex-mandatário em encontro com sindicalistas no Instituto Lula, em referência às acusações apresentadas por integrantes do Ministério Público Federal. "Eles não têm como sair da mentira que contaram", afirmou.
 Lula voltou a pedir uma retratação da Justiça. "Gostaria que eles pedissem desculpas a mim. Fico pensando nesse negócio de candidatura, de inocência, quero, em algum momento, que eles peçam desculpa", disse Lula.
"Não estou acima do bem e do mal, só quero Justiça", reclamou. "A Justiça pressupõe um processo, acusação, investigação. Neste processo, sou julgado por ter um apartamento que não é meu. Não sou dono do apartamento e não posso ser julgado por isso", declarou. 
Algumas ações de seu governo, como a construção do porto de Mariel, em Cuba, e financiamentos brasileiros em projetos na África, foram lembrados pelo ex-presidente para apontar as razões dos processos contra ele. "Chego a pensar que o julgamento não é pessoal, é contra o tipo de governo que fizemos", disse.






Informações Brasil 247
Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

thumbnail

Cármen Lúcia suspende posse de Cristiane Brasil

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deferiu parcialmente a liminar e suspendeu temporariamente a posse da deputada Cristiane Brasil. Cármen Lúcia primeiro quer analisar a decisão do STJ (proferida no sábado e ainda não publicada) que autorizara a posse da deputada Cristiane Brasil como ministra do Trabalho. “Se for o caso, e com todas as informações, a liminar poderá ser reexaminada”, informou a assessoria do STF. A posse estava marcada pelo governo Temer para as 9 horas desta segunda-feira. A informação é do O Globo.
O recurso que o Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati) apresentou na noite de sábado para impedir a posse da deputada havia sido distribuído para o ministro Gilmar Mendes. No recesso, no entanto, pedidos urgentes vão para a presidente da Corte. Além disso, a Coordenação de Recursos no STF acaba de registrar no sistema processual que houve um erro na distribuição do caso para Gilmar Mendes.
Segundo ofício a coordenação, o caso deveria ter ido diretamente para a presidente do STF antes mesmo de sorteio. O pedido de correção da distribuição foi encaminhado eletronicamente à ministra Cármen Lúcia. A Secretaria Judiciária, ao distribuir a reclamação, teria deixado de seguir regra prevista no regimento interno do Supremo.


Informações Blog do Eliomar
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Ciro vê Lula inocente e pede sua absorvição

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Por Ciro Gomes, em seu Facebook - Dia 24 de janeiro é o dia do julgamento da apelação de Lula contra a sentença que o condenou em primeira instância.
Torço para que seu recurso seja reconhecido pelo tribunal regional, órgão de segunda instância da Justiça Federal, e ele seja declarado inocente.
O Judiciário brasileiro, assim como os outros poderes de nossa frágil República, tem graves defeitos - nunca me abstive de criticá-los - mas imaginá-lo parte orgânica de uma conspiração política ofende a inteligencia média do país e, pior, a consequência inevitável desta constatação teria desdobramentos tão graves que a um democrata e republicano só restaria a insurgência revolucionária. Não creio, definitivamente nisto.
É definitivamente constrangedor e inexplicável que nenhum quadro relevante do PSDB esteja preso apesar de fartas e robustas evidências de seu orgânico e ancestral envolvimento em corrupção. Mas não é irrelevante que estejam presos quadros centrais do PMDB como Eduardo Cunha, Gedel Vieira Lima ou Henrique Alves. E que o próprio presidente Michel Temer tenha sido chamado pela Justiça a responder por seus atos de corrupção, embora impedida, a mesma justiça, de prosseguir na apuração, pelo poder politico subornado.
O que quero dizer nesta hora crítica é que, apesar de seus graves problemas, a Justiça brasileira ainda deve merecer o respeito institucional da nação. O oposto é a baderna, a anarquia e, evidentemente, a violência.
Que o Tribunal Regional de Porto Alegre compreenda a transcendência de sua decisão! Que, independentemente de pressões legítimas ou espúrias, afirme a JUSTIÇA! Que tenha a força moral de afirmar a inocência de Lula no processo em questão, se como eu, não vislumbrar clara sua culpa.
Que dê evidências incontestáveis de sua culpa, caso assim entenda, de maneira que a qualquer do povo não reste duvidas e, assim, possa a Nação afirmar como o injustiçado alemão: há juizes em Berlim. E, apesar de tudo, também no nosso sofrido Brasil.




Informações Brasil 247
Mais informações »

0 comentários:

domingo, 21 de janeiro de 2018

thumbnail

Condomínio House Ville Residence é lançado em Altaneira

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Altaneira ganhará, em breve, um novo condomínio fechado com capacidade para quase 20 residências. O empreendimento, apresentado na noite deste sábado (20), na MAC Eventos, tem a assinatura do empresário Delvamberto Soares, que é dono da área.
 O House Ville Residence, como foi batizado o empreendimento, ficará à margem da Rua Furtado Leite, logo após o Recanto Bom Gosto, perto do Parque de Eventos. DIFERENTE: Entre os diferenciais do empreendimento estão a sustentabilidade e preocupação com o lazer.

A frente dos blocos de terrenos terá uma área verde, com opções de lazer, As crianças poderão brincar e ter o lazer ao lado de casa. O jovem Italo Duarte representante do empreendimento deu início, agradecendo a todos os presentes.

Passando a palavra para o empresário Delvamberto Soares, que iniciou destacando que o condomínio era uma ajuda para seu filho que está se formando em engenharia, que da mesma forma que seu Pai, Seu Mudim, lhe ajudou, estava retribuindo essa força ao seu filho, Juan Soares.

 Delvamberto apresentou diversas planilhas, com valores de como poderia ser feito a compra da casa ou do lote, como também, um breve vídeo em 3D de como ficará a House Ville, destacou ainda que, mesmo que os valores apresentados não fosse adequado, era só procurar os representantes Italo Duarte e Ana Regina, que eles iriam simular valores para que o possível comprador possa adquiri sua casa ou lote, facilitando desde a entrada até às prestações.

O empresário ressaltou as vantagens do condomínio, como segurança, conforto, área de lazer, piscina e toda estrutura de qualidade. O prefeito Dariomar Soares, presente no evento, usou a palavra para parabenizar Delvamberto por investir em Altaneira, oferecendo empregos aos altaneirense e dando oportunidade dos filhos dessa terra morar bem.

No final, foi servido um delicioso, coffee brack. Participaram do evento, diversos cidadãos altaneirenses, como, empresários (as), servidores públicos, vereadores, Prefeito Municipal e a Primeira Dama, Lan Alencar.






Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

thumbnail

"Duvido que os juízes que vão me julgar estejam com a tranquilidade que eu estou", diz Lula

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu artistas e intelectuais em São Paulo, na noite desta quinta-feira, 18, durante ato em defesa de sua candidatura à Presidência da República. Durante o discurso, Lula falou sobre a tranquilidade em relação ao julgamento que acontecerá no próximo dia 24. “ Duvido que os juízes que me julgaram e os que vão me julgar estejam com a tranquilidade que eu estou", disse o ex-presidente.

O petista afirmou que os delegados da Polícia Federal que trabalham na operação Lava Jato mentiram. Ele contou que quando foi prestar depoimento teve a sensação "de estar diante de um bando de jovens que não sabiam um palmo acima do nariz", relatou.

Artistas e personalidades da política

"Eu tô aqui principalmente porque eu ajudei com alguns companheiros a criar esse manifesto: 'Eleição sem Lula é fraude'. E não é só fraude no direito dele, é fraude contra a soberania popular, que é a base da democracia. É fraude contra a inserção a oitiva no Brasil e no mundo que estão sendo submissos aos interesses do capital financeiro e aos interesses da grande mídia. É fraude contra o combate a desigualdade e ao combate ao racismo, que é um dos maiores males da sociedade brasileira", disse Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores.

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, também deu declarações sobre o julgamento. "O que nós estamos vivendo hoje é surreal. Esse processo que pretende a condenação do Lula é surreal. Estão condenando o Lula em um processo que não tem crime", disse. Chico César, Odair José, Guilherme Boulos, o ex-ministro Alexandre Padilha, entre outras personalidades e políticos também estiveram no ato.

Declarações

“Sou pro povo, por isso sou pro Lula”, disse o candor Odair José. 

“Eles podem até condenar (Lula), mas já foi absolvido pelo Tribunal da História”, Guilherme Boulo.









Informações O Povo
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

O impacto da reforma trabalhista no Ceará

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O antes e depois da reforma trabalhista já podem ser contabilizados nas 37 varas do Trabalho no Ceará. Enquanto que, em outubro de 2017, foram 7.952 novos processos na Justiça, em dezembro, um mês após a entrada em vigor das mudanças, o número de novas ações caiu para 3.450, uma retração em torno de 57% quando comparados os períodos.
Já a quantidade de processos protocolados nas varas, segundo dados do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7), sofreu forte redução, passando de 25.742 em novembro, quando a reforma passou a valer, para menos da metade (10.961) em dezembro de 2017. Foi um recuo de 57,41%.
Entre operadores do Direito juristas, discute-se que a reforma trabalhista teria, direta ou indiretamente, reduzido o número de ações trabalhistas. Outros avaliam que ainda é cedo para dizer o real impacto das regras no mercado de trabalho brasileiro, porque o ano ainda mal começou.
Segundo o presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 7ª Região (Amatra 7), juiz Antonio Gonçalves Pereira, antes da vigência da lei, muitos advogados ingressaram com o estoque de ações, provocando um incremento.
Mas ele pondera que, hoje, os advogados já estão esperando, porque não querem correr risco por causa da sucumbência recíproca, que obriga quem perde a pagar honorários. “A reforma impôs certas restrições e dificuldades, criando obstáculos ao livre acesso à Justiça do Trabalho”, avalia.
O advogado Aliomar Alves Silveira, do escritório Mendes Advogados Associados, frisa que é claro que a expectativa é de diminuição quanto aos protocolos de processos trabalhistas nas varas do Trabalho do Estado do Ceará e, consequentemente, nos demais Estados. Isso por conta de uma mudança substancial no pagamento dos honorários, levando muitos trabalhadores a não ingressar com reclamação trabalhista temendo ser condenado.
Silveira afirma que sentenças condenando o trabalhador em honorários de sucumbência, sem ponderar o mínimo de razoabilidade quanto a real condição deste em honrar com tal condenação, foge ao bom senso. O que dificulta de forma indireta o acesso ao Judiciário de outras pessoas que tenham demandas trabalhistas, sejam elas semelhantes ou não.
“Óbvio que existem demandas que requerem uma condenação em litigância de má-fé. O que pondero é que os magistrados tenham critérios para tal condenação e que não a utilize como forma de ‘diminuir’ as demandas trabalhistas”, observa.
Em relação aos protocolos, ele lembra que, em regra, os meses de dezembro e janeiro, para a Advocacia, são menos produtivos. Entre os fatores responsáveis por esse fat, ele cita o recesso do Judiciário, férias dos advogados e períodos festivos de fim de ano.
O advogado Paulo Henrique de Oliveira Alves, membro da Comissão de Direito Sindical da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), analisa que uma nova forma de contratação, a do trabalho intermitente, está crescendo. Destaca que redes de fast food, por exemplo, têm procurado essa modalidade através de anúncios em jornais.
Os advogados pontuam que muitos estão esperando que os tribunais superiores decidam sobre a sucumbência recíproca e outras questões polêmicas. Lembra que uma turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) já decidiu que a medida só valeria para ações ajuizadas para contratos firmados após a vigência da lei (em 11 de novembro). “Essa é uma sinalização”, afirma Paulo.
Porém, para ele, ainda deve levar mais de um ano para que haja uma acomodação da nova legislação trabalhista. “Talvez em 2019”, estima, lembrando que 2018 é ano de Copa do Mundo, bem como de eleições, e muita coisa deve ficar para o próximo ano.
O presidente da Amatra 7, Antonio Gonçalves, imagina um tempo maior. Visto que muitos questionamentos de inconstitucionalidade da nova lei ainda devem ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal. “Historicamente, o Direito do Trabalho vem para proteger o mais fraco na relação, o trabalhador, e a Constituição brasileira tem essa base”, comenta, observando que a reforma trabalhista veio numa perspectiva diferente.
O magistrado imagina um prazo de cinco anos para pacificar todas as questões, mas lembra que existe um processo político pela frente. Se a esquerda voltar ao poder, acredita, toda a discussão a respeito da reforma trabalhista pode ser retomada.





Informações O Povo
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

thumbnail

Enem 2017 terá resultado divulgado na manhã de hoje

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios

As notas dos candidatos que fizeram a edição passada do Exame Nacional do Ensino Médio serão divulgadas às 11 horas da manhã desta quinta, 18. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o resultado será divulgado na mesma hora que irá começar a entrevista coletiva da presidente do Inep, Maria Inês Fini, e do ministro da Educação, Mendonça Filho.
Ainda segundo o Inep, devem ser divulgadas também as notas máximas e mínimas em cada prova objetiva e detalhes sobre as notas da prova de redação. O espelho da redação, usado para fins pedagógicos, não será divulgada nesta quinta.
Os candidatos só podem ter acesso às nota por meio da internet e de forma individual. Para isso, eles devem acessar a Página do Participante e incluir seu CPF e a senha cadastrada. Somente nos primeiros quinze dias de 2018, 300 mil candidatos do Enem sua senha no sistema, segundo informou o diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep, Camilo Mussi.





Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Capitão Wagner sai do PR e se filia a ex-partido de Ciro e Cid

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O deputado estadual Capitão Wagner está de saída do Partido da República(PR) com destino ao Partido Republicano da Ordem Social (Pros). A mudança deve ser anunciada oficialmente quinta-feira, 25. Em entrevista ao O POVO Online, ele revelou que a intenção é aumentar a autonomia no grupo e consolidar mais um partido na oposição.
Segundo ele, muitas siglas o sondaram sobre a possibilidade de mudança. Contudo, o Pros foi a legenda que mais atendeu aos interesses do parlamentar. “Entre os fatores, temos necessidade de estar em uma sigla onde possamos imprimir o nosso ritmo, atraindo pessoas que queiram compor conosco. E tem a importância de trazer mais um partido para o bloco da oposição”, explicou.
A nova legenda do parlamentar foi a sexta e última dos seus principais adversários políticos, Cid e Ciro Gomes, antes de eles irem para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). À época, um dos principais motivos apontados para a saída da dupla junto a aliados foi a necessidade do grupo cearense ir para um partido mais forte, já pensando no projeto político de Ciro em busca de vaga no Palácio do Planalto nas eleições deste ano.
Já a saída de Wagner do PR vem em meio a momento de reviravolta política do militar. Apontado como principal nome para oposição a Camilo Santana (PT) nas urnas, ele recuou da candidatura ao mais alto cargo do Executivo estadual após exigências do senador Tasso Jereissati (PSDB).
O tucano vetou a presença do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) no palanque da oposição. O atual deputado estadual defendeu que grande parte do seu eleitorado é simpatizante do pré-candidato à Presidência. Contudo, não houve acordo e Wagner passou a anunciar inclinação para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados.
Segundo Wagner, a estratégia na nova sigla é formar uma chapa para eleger pelo menos três deputados estaduais e três federais, incluindo ele. A chegada de um dos principais opositores dos Ferreira Gomes muda novamente o direcionamento político do Pros, que já foi situação no Estado, à época de Cid e Ciro, e engrossou a voz da oposição com a saída dos irmãos. “Não há qualquer possibilidade de ficarmos em cima do muro, não há história de independente, somos oposição de fato ao grupo que está governando o Estado”, ressaltou Wagner.
Mais informações »

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top