Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

terça-feira, 31 de maio de 2016

thumbnail

Operação do Ministério Público prende ex-presidente do PSDB mineiro

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Nárcio Rodrigues da Silveira foi preso ontem (30) sob suspeita de participar de um esquema de desvio de recursos públicos investigado pela Operação Aequalis (termo em latim que significa igual), deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior mineiro durante o governo Antonio Anastasia, Silveira é pai do deputado federal Caio Nárcio Nárcio (PSDB-MG).

Além do tucano, foram presos temporariamente Neif Chala, ex-servidor da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas; Alexandre Pereira Horta, engenheiro do Departamento de Obras Públicas do estado; Luciano Lourenço dos Reis, funcionário da CWP Engenharia Ltda; Maurílio Reis Bretãs, sócio administrador da CWP Engenharia Ltda; e o português Hugo Alexandre Timóteo Murcho, diretor no Brasil da multinacional portuguesa Yser e da empresa Biotev Biotecnologia Vegetal ltda.

De acordo com o Ministério Público mineiro, o grupo é suspeito de desviar, entre os anos de 2012 e 2014, mais de R$ 14 milhões em recursos públicos que deveriam ser destinados à construção e a projetos da Cidade das Águas, desenvolvida no município mineiro de Frutal pela Fundação Hidroex, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas.

Os envolvidos responderão pela prática dos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, fraude a licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Os presos foram levados para a Penitenciária Nelson Hungria, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o MP-MG, dois investigados foram presos em flagrante por posse de arma de fogo e munições. Ainda estão foragidos outros investigados, entre eles o presidente do grupo econômico multinacional português Yser, Bernardo Ernesto Simões Moniz da Maia.

Foram cumpridos ainda 27 mandados de busca e apreensão, sendo os alvos localizados nos municípios mineiros de Belo Horizonte, Frutal, Uberaba, Conselheiro Lafaiete e São João Del Rei e também em São Paulo. O material apreendido foi acondicionado em 84 sacos lacrados, contendo documentos, computadores, aparelhos celulares e mídias digitais.

Em nota, o Ministério Público de Minas Gerais informou que o objetivo da operação foi colher elementos de prova sobre a prática dos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, fraude a licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa. “As investigações foram intensificadas no segundo semestre de 2015, a partir da conjugação de esforços com a Controladoria-Geral do estado, que encaminhou ao Ministério Público relatórios conclusivos apontando o desvio de recursos públicos. Até o momento, não há indícios do envolvimento de autoridades com foro por prerrogativa de função”, diz trecho do documento.

As investigações foram conduzidas pela Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Frutal e pelo Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público.

Impeachment

Na votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no plenário da Câmara, o deputado Caio Nárcio fez uma homenagem ao pai, preso hoje. Com a bandeira do Brasil nas mãos, ao votar favoravelmente pelo afastamento da petista, o deputado mineiro defendeu um país mais decente e mais honesto.

“Por um Brasil onde meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não eram possibilidade, era obrigação. Por um Brasil onde os brasileiros tenham decência e honestidade. Por Minas, pelo Brasil, para os jovens que estão lá fora nas ruas, verás que o filho teu não foge à luta, sim”, votou Caio Nárcio.

Outro lado

Por meio de nota, a assessoria do PSDB mineiro disse não ter detalhes sobre a operação. Segundo o texto, o partido "defende que, havendo indícios de irregularidades, elas sejam investigadas pelos órgãos competentes e, em havendo comprovação de crime, eles sejam punidos".

Sobre o Instituto Hidroex, alvo das investigações, a legenda informou o projeto foi aprovado em 2007 pela Unesco e que as obras foram iniciadas em 2011. "Em 2014, as obras foram paralisadas e retomadas em 2016", diz trecho da nota. A reportagem não localizou o deputado Caio Nárcio.








Via Agencia Brasil

Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 30 de maio de 2016

thumbnail

Cai segundo ministro de Temer em apenas uma semana de governo

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, enviou uma carta de demissão e telefonou na noite desta segunda-feira, 30, para o presidente em exercício, Michel Temer, e oficializou o seu pedido para deixar do cargo. Temer, que até então vinha afirmando que o manteria na pasta, acatou o pedido. O conteúdo da carta ainda não foi divulgado.
A queda de Silveira acontece uma semana após o afastamento de Romero Jucá do ministério do Planejamento. O ex-ministro também foi flagrado em áudios com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Segundo interlocutores, Temer havia decidido até o momento tentar não ceder à pressão para evitar um efeito cascata: “a cada crítica ou denúncia, uma queda”.
Temer havia telefonado mais cedo para Silveira para dizer que o manteria no cargo. No entanto, a pressão de centenas de servidores que anunciaram que deixariam o cargo se ele permanecesse foi mais forte e pesou na decisão do ministro.
Para interlocutores que defendiam a manutenção de Silveira no governo os áudios divulgados “não são comprometedores”. A permanência de Silveira também agradaria o presidente do Senado, Renan Calheiros, que também foi flagrado nas conversas. A avaliação é de que a queda de Silveira poderia enfraquecer diretamente Renan.
No início da noite, Renan divulgou nota rechaçando sua influência no governo em exercício. “Em face das especulações, reitero de maneira pública e oficial que não irei indicar, sugerir, endossar, recomendar e nem mesmo opinar sobre a escolha de autoridades no governo do Presidente Michel Temer”, afirmou.

“Por enquanto”
No início do dia, após reunião com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, Temer havia decidido manter o ministro no cargo “por enquanto”, mas tinha deixado a ressalva de que poderia vir “uma segunda ordem”. Desde cedo, interlocutores reconheciam que começar novamente uma semana “apagando incêndio” gerava um desgaste para Temer. “O assunto dominante é esse, vamos de novo começar a semana no improviso”, disse um assessor palaciano.







Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

PMDB e PT se afastam na disputa municipal

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios

Das oito capitais onde houve aliança entre PT e PMDB em 2012, apenas uma delas, Aracaju, deve repetir o acordo, segundo levantamento do Estado. O confronto em nível federal entre as duas legendas por causa do impeachment da presidente Dilma Rousseff é uma das causas do divórcio, assim como resolução do Diretório Nacional do PT de restringir alianças municipais com siglas favoráveis ao impedimento da petista. A determinação, no entanto, abre brechas para acordos pontuais.
Em Aracaju, por exemplo, a ação do governador Jackson Barreto (PMDB) contra o impeachment foi decisiva para a manutenção da aliança. O mais provável é que o PT apoie o peemedebista Zezinho Sobral. “Ficamos isolados do PMDB nacional, mas temos ligação antiga com o PT e participamos do movimento contra o impeachment desde o início”, disse o presidente do PMDB de Sergipe, João Augusto Gama. “Nossa relação com o governador é muito forte, ele teve posição muito definida a favor da presidente. É muito difícil a gente não fazer aliança com o PMDB”, disse o presidente do PT-SE, Rogério Carvalho.
Em Belo Horizonte,Cuiabá, Goiânia, Maceió, Manaus, Rio de Janeiro e São Luís deve ocorrer o contrário.
No Rio, o impeachment foi decisivo para a saída do PT da coligação em torno da candidatura do secretário municipal de Coordenação de Governo, Pedro Paulo Carvalho Teixeira (PMDB), escolhido pelo prefeito peemedebista Eduardo Paes. Os petistas devem apoiar a candidatura da deputada Jandira Feghali (PCdoB). A aliança PT-PMDB está garantida, no entanto, em Maricá e em negociações avançadas em Japeri e Queimados, municípios na região metropolitana.
‘Estratégia’
Na capital mineira, haverá um afastamento “estratégico” para as eleições de outubro sem configurar litígio entre as duas legendas, segundo a presidente do PT em Minas, Cida de Jesus. “Não tem crise entre PT e PMDB (em Minas). Em dezembro do ano passado, o PT de Belo Horizonte já havia decidido por candidatura própria, é uma questão de tática eleitoral. Eleições municipais sempre foram muito localizadas, não há essa questão de nacionalizar ou estadualizar”, disse.
Seis deputados do PMDB mineiro votaram a favor do impeachment, inclusive Mauro Lopes, que três dias antes da votação na Câmara era ministro da Secretaria de Aviação Civil de Dilma. Para Cida, “PT e PMDB em Minas têm um projeto construído em 2014. Por mais que a oposição queira, esse projeto não está abalado”.
Em Goiânia, apesar de ocupar a vice-prefeitura, o PMDB lançará candidato em oposição ao prefeito petista Paulo Garcia. Dirigentes locais dos partidos dizem que o afastamento ocorreu antes do impeachment. “Não há possibilidade de estarmos juntos agora. Mas não temos problemas com o PMDB aqui, vamos avançar (na candidatura própria) e quem sabe discutir aliança no 2º turno”, afirmou o presidente do PT goiano, Ceser Donisete. Em duas cidades importantes, Aparecida de Goiânia e Anápolis, a aliança PMDB-PT deverá ser mantida.
Aliados em 2012, PT e PMDB planejam lançar candidaturas próprias em Maceió. Em São Luís, Cuiabá e Manaus os partidos não repetirão a aliança das eleições passadas e lançarão candidatos ou estarão coligados a outros partidos.








Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

sábado, 28 de maio de 2016

thumbnail

Grupo de oposição lança possível chapa majoritária para disputar eleições de outubro.

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios

Foto: Luiz Pedro
Na noite de hoje (28), o Presidente do PMDB do município de Altaneira, Luiz Pedro publicou nas redes sociais que foi decidido na cidade de Milagres, a chapa majoritária para disputar as eleições de outubro.

"em encontro com lideranças políticas do Cariri e com a presença do Senador Eunicio Oliveira e do Deputado Estadual Daniel Oliveira, decidimos  que o Comerciante Ricardo Arrais é o pré - candidato a prefeito de Altaneira e a Advogada Rafaela Gonçalves, é a pré - candidata a vice." Afirmou


Participaram do encontro, vereadores  do grupo de oposição, ex- prefeito cassado Antonio Dorival, Adevaldo Arrais e demais lideranças da politica local.


Confira na integra a postagem de Luz Pedro:

"Encontro do PMDB em milagres muito proveitoso com lideranças políticas do cariri com a presença do senador Eunicio Oliveira, Daniel Oliveira e grandes lideranças políticas do cariri e uma grande comitiva de altaneira, no encontro foram apresentados o pré candidato a prefeito de Altaneira Ricardo Arrais e a pre candidata a vice Rafaela Gonçalves participaram do encontro além dos vereadores Adeilton, Genival, Lelia, Zuleide e Alice. Adevaldo Arrais, devaldo Nogueira, Albino, Zé de Enéias, vein, Caçi, Francisca Maurício,Raimundim, Cristino, Dorival erisvaldo Rafaela Gonçalves, Ricardo arrais e luiz Pedro." 




Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Trecho da CE-292 que liga os municípios de Crato a Nova Olinda será restaurado

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O Departamento Estadual de Rodovias (DER) irá restaurar 50 quilômetros da CE-292, no trecho que liga os municípios de Crato a Nova Olinda, na região do Cariri. A licitação da obra vai ocorrer no dia 14 de julho de 2016, às 9h30, na Comissão Central de Concorrência da Procuradoria Geral do Estado (CCC/PGE). Na ocasião, serão abertas as propostas de preços das empresas interessadas.
O investimento previsto será de aproximadamente R$ 105 milhões, provenientes do Tesouro do Estado e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Programa Viário de Integração e Logística – Ceará IV. Após autorizado o início das obras, a empresa terá o prazo de 450 dias para concluir os trabalhos, que serão fiscalizados pelo DER. O trecho receberá serviços preliminares, de drenagem, revestimento asfáltico, pavimento rígido, movimentação de terra, sinalizações horizontal e vertical e proteção ambiental.
A obras dão continuidade aos serviços de pavimentação e de implantação de melhorias viárias que vêm sendo realizados pelo Governo do Estado, com o objetivo de proporcionar mais segurança aos que trafegam pelas rodovias cearenses.






Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

thumbnail

‘Renan, o senhor dos anéis, deve cair’, reage Delcídio

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O senador cassado Delcídio Amaral (ex-PT/MS) defendeu nessa quinta-feira, 26, a saída do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB/AL). “O Renan, como o Eduardo Cunha (presidente afastado da Câmara), deve sair urgentemente. Ele deve cair. Renan é o senhor dos anéis, faz o que quer, manipula tudo, usurpa.”
Delcídio partiu para o ataque e pediu a cabeça do presidente do Congresso depois da divulgação do áudio em que Renan conversa com ‘Vandenbergue’ sobre o processo de cassação do ex-petista.
Os investigadores suspeitam que o interlocutor de Renan é Vandenbergue Sobreira Machado, que é da diretoria de Assessoria Legislativa da CBF, foi chefe de gabinete do ex-ministro Marco Maciel (Educação/Governo Sarney) e é muito ligado ao PMDB e ao senador.
No diálogo, Renan diz a Vandenbergue que Delcídio ‘tem que fazer… Fazer uma carta, submeter a várias pessoas, fazer uma coisa humilde… Que já pagou um preço pelo que fez, foi preso tantos dias… Família pagou… A mulher pagou…’
Vandenbergue respondeu. “Ele (Delcídio) só vai entregar à comissão (Conselho de Ética), fazer essa carta e vai embora’.
O teor da conversa entre Renan e Vandenbergue Machado, divulgada com exclusividade pela repórter Camila Bonfim, da TV Globo, nessa quinta, 26, deixou Delcídio indignado. E com a certeza de que sua cassação foi ‘manipulada’ pessoalmente por Renan. “Ele (Renan) tinha medo da minha delação, ele tinha comprometimento com o Palácio do Planalto.”
Delcídio fechou acordo de colaboração com a Procuradoria-Geral da República em fevereiro. Dias depois, foi colocado em liberdade – ele havia sido preso em 25 de novembro de 2015 por suspeita de tramar contra a Operação Lava Jato.
“Esse Vandenbergue é um cara que eu conheço há muito tempo”, afirma Delcídio. “Ele é diretor da CBF, mas se criou sempre no PMDB. Começou como chefe de gabinete do Marco Maciel no Ministério da Educação (Governo Sarney) e depois fez carreira no PMDB, especificamente com o Renan.”
Delcídio relata que ‘tinha boas relações’ com Vandenbergue. “Mas achei estranho que ele ia ao meu gabinete aparentemente para prestar solidariedade, para me visitar e o caramba, mas agora percebo que ele ia a mando do Renan para sondar, para saber se eu ia mesmo fazer delação premiada. A conversa gravada entre eles mostra que estavam mal informados. Pelo que vi, a conversa foi no dia 24 de março. Eu já havia fechado o acordo antes de ser solto em fevereiro. Vandenbergue sempre frequentava o meu gabinete, sempre uma relação boa, amistosa, mas o interesse dele era efetivamente me monitorar. Não só a mim como a minha família. A mando do Renan.”
“Fomos perceber mais na frente um pouco que não era solidariedade do Vandenbergue, ele estava sendo mandado pelo Renan para me monitorar. Como eu tinha uma boa relação com o Vandenbergue me foi oferecido para minha defesa o filho dele, que é advogado. Ele se apresentou para advogar de graça para mim. Mas ele não é meu advogado.”
Na avaliação de Delcídio, o diálogo entre Renan e Vandenbergue revela a preocupação do presidente do Congresso em tirar seu mandato, o que de fato ocorreu no dia 10 maio por um placar devastador – 74 senadores votaram pela saída de Delcídio, nenhum colega a seu favor.
“Dentro dessas condições, como um Eduardo Cunha, ou seja, tendo todas as rédeas do processo para julgar alguém e usado os poderes que tem, ele (Renan) manipulou minha cassação”, protesta Delcídio. “O diálogo (com Vandenbergue) só confirma que Renan, o senhor dos anéis, deve ser afastado imediatamente. Não tem mais condições de comandar o Senado.”
Na avaliação do ex-senador, o áudio de Renan e Vandenbergue ‘caracteriza uma ação forte dele (Renan) de manipulação, igual à que o Eduardo Cunha promoveu no processo da Dilma. Ficou muito claro que Renan controla a situação. O cara está usurpando de um espaço que ele tem dentro do Senado, usando a presidência para fazer o que quer.”
Delcídio analisou um outro áudio, em que Renan chama de ‘mau caráter, mau caráter’ o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. “Isso é muito grave, mostra mais uma vez como ele, Renan, é o senhor dos anéis. Ele manipula tudo. Fui cassado por livre arbítrio do senhor dos anéis. Queimou etapas do processo. Eu nunca vi, em treze anos de Senado, uma reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) no próprio Plenário.”
Para o ex-petista, Renan “tem medo, claro’ de sua delação à Procuradoria-Geral da República. “Ele tinha compromissos com o Planalto, com senadores que se sentiam atingidos pela minha colaboração. Pensaram em me tirar o mais rápido possível e não deixar eu ir para o plenário. Não queriam que eu votasse o afastamento da Dilma. Essa fala dele no áudio demonstra nitidamente que ele tinha condições de manipular tudo. Esse áudio vai ser usado na minha defesa.”
“Se eu conheço um pouco o Sérgio Machado o que ele deve ter falado nos depoimentos da delação dele à Procuradoria é brincadeira. Dez anos de Transpetro é muita coisa. Na minha colaboração eu falei especificamente do Sérgio Machado na Transpetro e da proximidade dele com o Renan. Ele despachava com o Sérgio na residência oficial da Presidência do Senado. É muito grave esse cenário. É o caos.”



Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 26 de maio de 2016

thumbnail

Supremo homologa acordo de delação de Sérgio Machado

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O acordo de delação premiada de Sérgio Machado, ex-diretor da Transpetro, empresa subsidiária da Petrobras, foi homologado ontem (25)  pelo ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Machado é investigado na Lava Jato por supostos desvios na estatal durante o período em que ocupou o cargo.

Machado é ex-senador e voltou a ser notícia nesta semana, após divulgações de gravações nas quais manteve conversas com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e o ex-presidente da República e do Senado, José Sarney.

A primeira conversa, divulgada na segunda-feira (23), levou ao afastamento de Jucá do comando do Ministério do Planejamento.

Em nova gravação, divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo, Machado conversa com Calheiros e defende mudanças na lei que trata de delação premiada, de forma a impedir que um preso se torne delator.

Em nota divulgada à imprensa, Rean afirmou que não têm relação com a Lava Jato e afirmou que é “hábito” receber pessoas que o procuram.

Nos diálogos divulgados pelo jornal, o senador defende mudanças na lei que trata de delação premiada de forma a impedir que um preso se torne delator. Esse procedimento é o mais usado nas investigações da Operação Lava Jato.

Em um dos trechos das conversas divulgados pela reportagem, Machado sugere a Renan "um pacto", que seria "passar uma borracha no Brasil" e citou o Supremo Tribunal Federal. Renan responde: "Antes de passar a borracha, precisa fazer três coisas, que alguns do Supremo [inaudível] fazer. Primeiro, não pode fazer delação premiada preso. Primeira coisa, porque aí você regulamenta a delação."







Via Agencia Brasil
Mais informações »

0 comentários:

quarta-feira, 25 de maio de 2016

thumbnail

Gilmar absorve Aécio e devolve caso à PGR

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes transformou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente do PSDB, num político praticamente inimputável. Em pouco mais de dez dias, ele livrou a pele do político mineiro de duas investigações solicitadas pela Procuradoria Geral da República.
Gilmar enviou autos sobre a CPI dos Correios e do chamado 'mensalão mineiro', envolvendo Aécio Neves, de volta ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sem sequer autorizar a abertura das investigações.
Na avaliação do ministro, após a manifestação da defesa do senador e de outras partes envolvidas, Janot precisa se manifestar sobre se é realmente necessário instaurar um inquérito sobre o caso.

Nos autos sobre o envolvimento de Aécio em um esquema de corrupção em Furnas, Gilmar chegou a determinar a abertura de um inquérito contra o parlamentar, mas menos de 24 horas depois suspendeu o andamento das investigações. Os dois pedidos de investigação da PGR têm como base a delação premiada do ex-senador Delcídio Amaral.






Via Brasil 247
Mais informações »

0 comentários:

terça-feira, 24 de maio de 2016

thumbnail

Em nota, Temer diz que Jucá continuará auxiliando o governo de forma 'decisiva'

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O presidente em exercício Michel Temer afirmou, por meio de nota que o ministro do Planejamento Romero Jucá vai continuar “auxiliando o Governo Federal no Congresso de forma decisiva, com sua imensa capacidade política”, apesar de ter anunciado seu afastamento do cargo de ministro.
A nota assinada pelo presidente interino e distribuída à imprensa oficializa que Jucá solicitou nesta segunda, 23, o afastamento de seu cargo, “até que sejam esclarecidas as informações divulgadas pela imprensa”. A saída de Jucá foi consequência das conversas gravadas e divulgadas pela Folha de S.Paulo, entre ele e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em que Jucá supostamente fala da tentativa de se barrar a Operação Lava Jato com o afastamento de Dilma Rousseff da presidência da República.
Temer salienta, na nota, que conta que Jucá continuará, neste período, em que se afasta do Ministério e retorna ao Senado. Embora oficialmente se diga que, assim que o Ministério Público se pronunciar sobre o caso, Jucá poderia retornar ao Planejamento, efetivamente, no Planalto, ninguém acredita nesta hipótese.
Na nota, Temer fez questão de elogiar a competência de Jucá. “Registro o trabalho competente e a dedicação do ministro Jucá no correto diagnóstico de nossa crise financeira e na excepcional formulação de medidas a serem apresentadas, brevemente, para a correção do déficit fiscal e da retomada do crescimento da economia”, declarou o presidente.





Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 23 de maio de 2016

thumbnail

Gravação com Jucá revela que impeachment foi pacto para deter a lava jato

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Em diálogos gravados em março passado, o ministro do Planejamento, senador licenciado Romero Jucá (PMDB-RR) sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma "mudança" no governo federal resultaria em um pacto para "estancar a sangria" representada pela Operação Lava Jato, que investiga ambos.
Segundo reportagem de Rubens Valente, as conversas, que estão em poder da PGR (Procuradoria-Geral da República), ocorreram semanas antes da votação na Câmara que desencadeou o impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Machado se mostrou preocupado com o envio do seu caso para a PF de Curitiba e chegou a fazer ameaçadas: "Aí fodeu. Aí fodeu para todo mundo. Como montar uma estrutura para evitar que eu 'desça'? Se eu 'descer'...".
O atual ministro afirmou que seria necessária uma resposta política: "Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria", diz Jucá. Ele acrescentou que um eventual governo Michel Temer deveria construir um pacto nacional "com o Supremo, com tudo". Machado disse: "aí parava tudo".
Segundo Jucá, "ministros do Supremo" teriam relacionado a saída de Dilma ao fim das pressões da imprensa e de outros setores pela continuidade das investigações da Lava Jato. O ministro do Planejamento afirmou que tem "poucos caras ali (no STF)" ao quais não tem acesso e um deles seria o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no tribunal, a quem classificou de "um cara fechado".
O atual ministro concordou que o envio do processo para o juiz Sérgio Moro não seria uma boa opção e o chamou de "uma 'Torre de Londres'", em referência ao castelo da Inglaterra em que ocorreram torturas e execuções entre os séculos 15 e 16. Segundo ele, os suspeitos eram enviados para lá "para o cara confessar".
Na conversa, eles dizem que o único empecilho no pacto era o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), porque odiaria Cunha. "Só Renan que está contra essa porra. 'Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha'. Gente, esquece o Eduardo Cunha. O Eduardo Cunha está morto, porra", afirma Jucá no diálogo, que foi gravado.
"O Renan reage à solução do Michel. Porra, o Michel, é uma solução que a gente pode, antes de resolver, negociar como é que vai ser. 'Michel, vem cá, é isso e isso, isso, vai ser assim, as reformas são essas'", disse Jucá ao ex-presidente da Transpetro.
O advogado do ministro do Planejamento, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, afirmou que seu cliente "jamais pensaria em fazer qualquer interferência" na Lava Jato e que as conversas não contêm ilegalidades. (Leia aqui )



Via Brasil 247


Mais informações »

0 comentários:

domingo, 22 de maio de 2016

thumbnail

Filiados e simpatizantes consagram Dariomar Soares pré-candidato a prefeito de Altaneira

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Na noite de ontem (21/05), filiados e simpatizantes compareceram no Encontro Municipal do Partido dos Trabalhadores que aconteceu na SS casa de show, em apoio ao pre - candidato a prefeito de Altaneira Dariomar Soares.

O encontro foi conduzido pelo Estudante de Direito Eduardo Amorim, participaram do encontro, Prefeito Delvamberto Soares, Deputado Estadual, Zé Aírton Brasil, Romão França, representando Fernando Santana, Leonildo Farias, ex- prefeito de Ocara, representando Deputado Federal José Guimarães, Antonio Dantas, presidente do PT Municipal, Charles Oliveira, Pre - candidato a vice - prefeito, pre - candidato a prefeito de Altaneira, Dariomar  Soares, os vereadores da base de governo, Antonio Leite, Flavio Correia e Gilson Cruz, os  empresários, Dean Freire, Vangberto Moreira e demais autoridades.


O primeiro a usar a palavra foi o presidente do partido, Antonio Dantas, ele destacou a importância do encontro como também enfatizou a confiança de uma futura vitória do pre - candidato Dariomar Soares, o que arrancou a primeira e calorosa salva de palmas da multidão presente.



Prefeito de Altaneira Delvamberto Soares também falou: " quero primeiramente  quero agradecer a todos os presentes, segundo quero aqui reafirmar que nunca irei colocar candidato de goela a baixo, o povo é quem vai escolher, é quem é melhor  para desenvolver uma politica social, uma nova politica para bem do povo altaneirense e juntos vamos escolher  aquele que é o desejo do  povo e o mais uma boa noite a todos" Afirmou.



Romão França parabenizou o prefeito de Altaneira pela grande administração, como também enfatizou aos avanços conquistados pelo Partidos dos Trabalhadores e finalizou destacando  humildade do Pre - candidato Dariomar Soares e que sem dúvidas será o futuro prefeito de Altaneira para que o povo Altaneirense continue sendo bem representado. 



O ex - prefeito da cidade de Ocara, Leonildo Farias veio  representando o Deputado Federal José Guimarães,  ele também parabenizou o prefeito Delvamberto Soares pela ótima administração e disse que  o Deputado Guimarães estará apoiando Dariomar Soares em sua futura gestão para que povo altaneirense seja sempre bem atendida.


O Deputado Estadual Zé Aírton Brasil também usou a palavra: " quero primeiramente parabenizar o prefeito de Altaneira Delvamberto pela belíssima administração, quero também parabenizar a todos os presentes, fico feliz quando vejo um povo feliz com a escolha de seu representante, vamos Dariomar Soares, futuro Prefeito de Altaneira colaborar com sua gestão que vamos junto fazer uma Altaneira cada vez melhor". Finalizou.


O vereador Gilson Cruz também lembrou dos avanços do Governo do Partidos dos Trabalhadores e do Golpe praticado  pela oposição e enfatizou seu compromisso com Partidos dos Trabalhadores e finalizou seu apoio a candidatura do Dariomar Soares a prefeito de Altaneira.



O ultimo a usar a palavra foi Dariomar Soares: “Quero aqui em nome da minha esposa Lan Alencar, saudar todas as mulheres presentes, também em nome do meu filho Hércules, saldar todos os jovens e aos demais presentes muito obrigado, quero também agradecer ao prefeito Delvamberto Soares por deixar de colocar uma pessoa de seu partido (PDT) para atender a vontade de vocês e que o povo possa fazer sua escolha de forma democratica, quero também agradecer o Deputado Zé Aíton Brasil pela atitude de trazer Máquinas de perfuração de poços para o nosso Município, pois o povo estão sofrendo com essa seca, Deputado, quero aqui também lembrar que quando fui secretário de saúde sempre busquei o melhor para o povo altaneirense, quero encerrar minhas palavras agradecendo a todos pelo carinho e a confiança de todos vocês”. Comentou


Mais uma vez o Garoto beleza registou tudo:
















  
Mais informações »

0 comentários:

sábado, 21 de maio de 2016

thumbnail

Justiça suspende concurso público realizado pelo município de Potengi

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O juiz auxiliar Marcelo Wolney A. P. de Matos determinou liminarmente no último dia 11 de maio a suspensão do concurso público realizado pelo município de Potengi e dos atos de nomeação e de posse dos candidatos aprovados no certame. A decisão atende pedido formulado pela Promotoria de Justiça da Comarca Vinculada de Potengi em Ação Civil Pública (ACP) que pede a anulação do concurso pela constatação de diversas irregularidades na realização do certame.
O município de Potengi publicou no dia 9 de junho de 2015 o edital nº 01/2015 para realização de concurso público para provimento de cargos de nível alfabetizado, médio e superior. O certame foi idealizado e executado pela GR Consultoria e Assessoria e, após várias denúncias, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), instaurou procedimento preparatório para investigar possíveis irregularidades no concurso público e constatou indícios de fraude no certame.
Dentre as principais irregularidades estão o fato do edital do concurso público ter sofrido diversas modificações sem que fossem realizadas as devidas publicações ou que o prazo de inscrições fosse reaberto. Além disso, no dia da realização da prova ocorreu atraso de mais de três horas para seu início e foi permitida a entrada de candidatos que chegaram atrasados para a realização do exame e, após a constatação de que não haviam provas suficientes para todos os candidatos, os exames foram impressos na secretaria da escola onde a prova foi aplicada.
Foi constatado também que durante a realização do exame alguns candidatos mantiveram os celulares ligados, que, inclusive, tocaram durante a avaliação, e a prova de português destinada ao cargo de analista de sistema continha número de questões diferente do indicado no edital. Além disso, a empresa GR Consultoria e Assessoria tem um histórico negativo como organizadora de concurso público. No município de Antonina do Norte, por exemplo, após constatadas ilegalidades e manobras para aprovação de candidatos com ligação ao prefeito e a vereadores da cidade, o Judiciário anulou o concurso público do município.
A promotora de Justiça Nara Rúbia Guerra explica que as irregularidades configuram violação ao princípio da moralidade e que o abuso por parte da gestão municipal deve ser combatida pelos órgãos integrantes da Justiça para garantir a todos os cidadãos o direito de acesso aos cargos públicos. “Lamentamos a medida, mas ela é necessária para a concretização do interesse público que deve ser a finalidade precípua da administração pública, mas encontra-se violado nos atos de fraude como estes”, acrescenta.









Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 20 de maio de 2016

thumbnail

Escolhido para a Petrobras, Parente diz que não haverá indicações políticas

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Indicado para assumir a presidência da Petrobras, o ex-ministro Pedro Parente disse que não haverá indicações políticas na estatal. Em sua primeira entrevista após ser nomeado pelo presidente interino Michel Temer para o cargo, Parente disse ser "claro e taxativo" com relação ao assunto. Segundo ele, esta é a "orientação clara" de Temer.

Elogiando a gestão atual de Aldemir Bendine à frente da empresa, o engenheiro disse que a decisão de aceitar o convite para o posto não foi um processo simples. Ele disse sentir a relevância e responsabilidade do cargo e disse que a determinação de Temer é que a empresa vai continuar e aperfeiçoar a sua governança para que seja "estritamente profissional".

"A relação do governo com a Petrobras é de acionista controlador. Portanto, o seu primeiro interesse é o sucesso da empresa. É assim que o presidente Michel Temer vê, é assim que eu também vejo e é assim que a gente vai trabalhar. Teremos uma visão absolutamente profissional, voltada aos interesses da empresa e dos acionistas", disse.

Segundo ele, a proibição de indicações políticas vai facilitar sua própria vida e a dos demais executivos da empresa. "Se for o caso, e não será, certamente elas [indicações] não serão aceitas. Isso foi um dos pontos que me fez decidir [aceitar o convite]", afirmou, depois de admitir que o "desafio" não estava em seus planos.

Pedro Parente informou que pode manter ou tirar os atuais executivos da estatal. "Isso é prerrogativa do presidente-executivo. Na Petrobras, os mecanismos de governança funcionarão como tem de funcionar em qualquer empresa de grande porte. Posso tanto indicar novos diretores quanto propor a saída. É um processo natural."

Antes de Parente responder a perguntas de jornalistas, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que, para assumir o cargo, Parente precisa ter o nome aprovado pelo Conselho de Administração da empresa.

O processo de transição será coordenado pelo conselho da estatal, mas Parente afirmou não ter agendado nenhuma conversa ainda.

"O presidente Michel Temer quando deu posse aos ministros disse que acabou o tempo onde quem tomava posse desconsiderava completamente o trabalho da gestão anterior. O [atual presidente, Aldemir] Bendine [tem trabalhado] com o conselho arduamente para endereçar questões e desafios. Isso vai ajudar a continuidade e os aperfeiçoamentos que sempre são naturais quando acontecem mudança de lideranças", acrescentou.

De acordo com o presidente indicado, as informações preliminares que tem dão conta de que há um processo de auditoria das contas da empresa após os casos de corrupção descobertos pela Operação Lava Jato, mas "não existe orientação para reauditar" os números.

Estou consciente de minha responsabilidade. Não posso ter certezas quando tenho poucas informações. Tenho conhecimento pela imprensa de que há um programa de desinvestimentos em andamento. Nesse conjunto que mencionei, certamente tem de ser avaliada sua continuidade. Mas não posso dar detalhes", adiantou sobre a possibilidade de venda de ativos da estatal.

Como ocupa atualmente a presidência do Conselho de Administração da BM&FBovespa, Parente informou que se afastará do cargo caso haja conflito de interesses, mas que sua vontade é de continuar porque ele conduz no momento processos importantes.

Questionado se, antes de aceitar o convite, pediu opinião ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de quem já foi ministro, o futuro presidente da Petrobras disse que dialoga com ele sempre que pode, mas que não conversou "especificamente sobre essa questão".








Via Agencia Brasil

Mais informações »

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top