Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

thumbnail

Janot arquiva ação contra Dilma e faz crítica à Justiça Eleitoral

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, concluiu que não há indícios de irregularidade na contratação da gráfica VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda. pela campanha da presidenta Dilma Rousseff no ano passado.

Em resposta ao pedido feito pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, para investigar as contas de campanha de Dilma, Janot destacou o que chamou de “inconveniência” da Justiça Eleitoral e do Ministério Público Eleitoral de se tornarem “protagonistas exagerados” da democracia.

Na análise do pedido, o procurador-geral citou ainda a possibilidade de uma “judicialização extremada” do processo político eleitoral e destacou que a democracia deve ter como atores principais candidatos e eleitores.

As declarações de Janot constam em despacho, datado de 13 de agosto, a favor do arquivamento do pedido feito por Gilmar Mendes. Segundo o texto, os fatos apontados pelo vice-presidente do TSE não apresentam “consistência suficiente para autorizar, com justa causa, a adoção das sempre gravosas providências investigativas criminais”.








Informações Agencia Brasil
Mais informações »

0 comentários:

domingo, 30 de agosto de 2015

thumbnail

Sai a primeira condenação de Lula na justiça

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios

Luis Inacio da Silva, operário de profissão, mais conhecido pela alcunha de “ Lula” foi regularmente processado nesta Comarca como incurso nas sanções do Código Penal Pátrio do Bananal, pois consta que intencional e reiteradamente, ao longo de um decêndio, no período compreendido entre os anos de 2002 a 2010, no exercício do cargo de Presidente da República, entre outros crimes conforme se verá adiante, promoveu reformas e atos que levaram a proporcionar melhores condições de vida e saúde aos menos favorecidos até então excluídas da vida nacional. Também consta que, com seu proceder criminoso aumentou o salário mínimo com um aumento real de 74%; acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010) e não contente saldou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornocredor daquele bondoso representante internacional de good me.


Nesta data foi realizado o julgamento oportunidade em que os jurados ao votarem a primeira serie de quesitos por 7 ( sete ) votos unânimes reconheceram a materialidade dos fatos supra elencados e a autoria dos delitos. Foi afastada a tese de participação de menor importância e reconhecida a qualificadora do motivo nobre, unanimemente negado o quesito absolutório.




Na segunda série de quesitos quanto aos crimes de ampliar a capacidade de investimento do Estado; aumentar as exportações acumulando crescimento; aumentar as reservas internacionais líquidas para US$ 285 Bilhões ; por 07 (sete) votos reconheceram a materialidade e autoria sendo negado o quesito absolutório.



Na terceira série de quesitos quanto aos delitos hediondos de anular portaria do governo FHC que proibia a construção de escolas técnicas federais e iniciar a construção de dezenas de novas unidades; criar o Reuni, que iniciou um novo processo de expansão das universidades públicas; reduzir os gastos públicos com pagamento de juros da dívida pública para 5,9% do PIB , por 07 (sete ) votos reconheceram a materialidade e autoria negado o quesito absolutório.




Na última serie de quesitos, considerados os crimes contra as empresas, bancos e industrias, ocasião em que os lucros do setor produtivo cresceram quase 200% em relação ao governo anterior; O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002; fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões; Fez o Estado voltar a atuar como importante investidor da economia; elevou o volume de crédito na economia brasileira, culminando essa serie de crimes hediondos com a o inicio de novas grandes obras de infra-estrutura (rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas, etc) financiadas tanto com recursos públicos como privados.

Assim exposto e considerando a vontade soberana do Júri dos Homens Bons do Bananal, declaro o réu Luis Inacio Lula da Silva incurso nas sanções de todos os dispositivos violados e já elencados.



As investidas e ações do reu em favor dos menos favorecidos ficaram cristalinas bem como o interesse em suprimir a fome e a miséria proporcionando uma vida digna a toda a população ao criar programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda.

Conforme se infere das folhas de Antecedentes Criminais bem como Certidões de Antecedentes Criminais o réu embora tecnicamente primário já conta com a pratica de atos quando na direção de sindicatos de trabalhadores nos anos 80 e atuação na câmara dos deputados, de modo que não pode ser tido como de bons antecedentes.

 As circunstâncias atinentes à conduta sempre obstinada em proporcionar uma vida digna a milhões não lhe favorece, eis que há informações nos autos de que tinha envolvimento com a geração 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010 e com a redução da taxa de desemprego de 10,5% (Dezembro de 2002) para 6,8% (Dezembro de 2013)

No tocante à personalidade tal circunstância, igualmente não favorece ao acusado, uma vez que demonstrou ser pessoa cordial, sensata, sempre bem humorado e atento ao sofrimento da população carente. Essa personalidade é desvirtuada e foge dos padrões mínimos de normalidade exigida nos homens bons. Tem incutido na sua personalidade uma total subversão dos valores vez que considera que um homem bom vale tanto quanto um da gentalha. Os motivos dos crimes apreciados para efeito de reconhecimento da qualificadora do motivo torpe, tendo em vista reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano;

As circunstâncias não o favorecem uma vez que criação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que prevê investimentos públicos e privados de R$ 646 Bilhões entre 2007/2010 gerou funestas consequências, eis que que reduziu o percentual da população do Bananal que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;



Com tal diagnóstico, condeno o réu a passar a ser conhecido doravante como brilhante Estadista e o melhor presidente que este Bananal já conheceu não havendo atenuantes, havendo a agravante de proporcionar que sua obra fosse continuada por outra criminosa Dilma Vana Roussef, acunha Vanda, conhecida integrante de organizações que defendiam a luta armada contra o regime militar constitucional dos homens bons, que também deverá ser processada e julgada por este juízo em ocasião oportuna.

Comunique-se a condenação aos jornalões da imprensa tradicional e golpista. Registre-se.

Sala de Sessões do Tribunal do Júri.


Comarca do Bananal, 08 de agosto de 2015
(a) Juíz de Direito”


Via Hariovaldo.com.br




Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Mujica critica brasileiros que pedem volta da ditadura: " São loucos... são loucos!"

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Em um discurso pela política e pela coletividade, o ex-presidente uruguaio Jose “Pepe” Mujica disse, após receber homenagem da Federação de Câmaras de Comércio e Indústria da América do Sul (Federasur), que o Brasil mudou muito positivamente, mas que a população, em geral, não reconhece os ganhos sociais e atribui o progresso exclusivamente ao esforço individual.
“Muita gente que melhorou não se dá conta de que a melhora é resultado de medidas que foram tomadas ao longo dos anos. Muita gente crê que melhorou apenas pelo seu esforço individual e não vê que lhe deram a oportunidade. Isso se passa não apenas no Brasil, mas em todos os lugares, em outras sociedades modernas”, apontou Mujica, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio.
O ex-presidente se recusou a fazer críticas à presidente Dilma Rousseff e disse que é preciso ter habilidade diplomática e carinho com o povo brasileiro. Ao ser informado sobre a ocorrência de manifestações de rua que pedem a volta dos militares no poder, Mujica foi enfático: “As pessoas que clamam por isso são loucas! Loucas! Qualquer democracia, por pior que seja, é melhor que uma ditadura”, disse ele, que passou 14 anos encarcerado no período ditatorial do Uruguai.
Mujica, que abriu mão de 90% de seu salário enquanto esteve no comando de seu país, argumentou que não prega voto de pobreza, mas alertou para o fato de que a ganância de homens públicos pelo dinheiro está matando a confiança na política. O uruguaio foi aplaudido de pé quando defendeu que os políticos devem viver como a maioria da população.
“Eles têm que viver como a maioria, e não como a minoria privilegiada. Se o político se acostuma a comer na mesa e a ir à casa dos muito ricos, ele pensará que é muito rico também. Se ele faz isso, ele afeta a confiança, e o homem precisa confiar em algo. Aquele que só gosta de dinheiro não deve ter lugar dentro da política.”, concluiu o senador uruguaio.
Em seu discurso, que durou trinta minutos, o ex-presidente disse que não vive sem utopia, que “só a multidão pode mudar a realidade”, que “não há homens imprescindíveis, há causas imprescindíveis” e criticou os imperativos do capitalismo.
“Quem disse que para ser feliz é preciso comprar um telefone novo a cada quatro meses? Por que trocar o carro a cada dois anos? Pagar cotas e cotas e cotas para o resto da vida? Isso é felicidade? O que está em jogo é a felicidade humana, e ela está em poucas coisas: na juventude, no amor. Entre ser desenvolvido e ser feliz, mais vale não ser desenvolvido”.









Via Pragmatismo Politico
Mais informações »

0 comentários:

sábado, 29 de agosto de 2015

thumbnail

Rui Falcão fala em 'forte desejo' no PT de que Lula seja candidato

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O presidente nacional do PT, Rui Falcão disse ontem (28), não ver novidade na entrevista em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a admitir a possibilidade de ser candidato ao Planalto em 2018 mas reconheceu que existe um forte no desejo, no partido, e temor, na oposição, de que isso aconteça.
Segundo ele, existe uma campanha orquestrada para “derreter Lula” e, assim, aniquilar o PT. “Vocês ficam vendo novidade onde não tem. Esse é o problema. Mais uma vez Lula repete o discurso. Hora pode ser, hora pode não ser. É o Lula”, disse Falcão.
De acordo com ele, a militância do PT espera que Lula seja candidato mas a decisão só acontecerá em 2018. “Eu ouço no povo, na militância do PT, um desejo muito grande de que ele seja. Mas daí a ele ser ou não é uma decisão para 2018”, reafirmou.
Falcão citou o blog do ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM) para abalizar a tese de que o alvo da oposição hoje é Lula. “O que a oposição quer… aliás está no blog do Cesar Maia, que para destruir o PT tem que antes derreter o Lula. É justamente o que eles querem. Ele (Maia) fala que tem pesquisas mostrando que as pessoas votam no PT, os negros, as mulheres, os pobres, nem tanto pelas conquistas sociais e pelos benefícios, é pelo que o Lula representa. Daí que para desmanchar o PT tem que antes derreter o Lula. Essa é a tática da oposição”, argumentou o dirigente.
Segundo Falcão, o bonecão inflável no qual Lula é mostrado como presidiário, embora não existam denúncias formais contra ele, e a série de mentiras sobre o patrimônio do ex-presidente espalhadas na internet fazem parte desta tática. “Eles sabem bem qual é a liderança e a força política que tem o PT e Lula. Não é tanto pela eleição. Isso vem de antes de a gente ser presidente. Tem vários episódios, o sequestro do Abilio Diniz (quando a Polícia Federal vestiu camisetas do PT nos sequestradores às vésperas da eleição de 1989). Tem uma série de episódios para tentar destruir o PT e o Lula. Tem os mitos, né? Casa no Morumbi, a fortuna do Lula, conta no exterior. Tem uma sucessão de ataques ao Lula e ao PT. O bonecão faz parte dessa campanha de tentar a destruição”, afirmou.
Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

thumbnail

Dilma diz que crise financeira é momentânea

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Em cerimônia de entrega de unidades do Minha Casa Minha Vida, em Caucaia (CE), a presidente Dilma Rousseff voltou a afirmar, nesta sexta-­feira, 28, que o Brasil é um país forte e que vai superar suas dificuldades. “Tem uma minoria que aposta sempre no ‘quanto pior, melhor’. São pessoas que pescam em águas turvas e, quando as águas estão claras, nunca conseguem o que querem. Nós temos a clareza que o Brasil é um país forte, que vai crescer, vai superar suas dificuldades, que são momentâneas”, afirmou.

Dilma disse ainda que o Brasil tem muito o que preservar e que não vai permitir retrocessos, nem nos programas sociais nem na democracia. “Todos nós sofremos as consequências de ter um país não democrático, que não respeitava as leis, não deixava as pessoas darem suas opiniões”, comentou.

A presidente também falou sobre o cenário econômico, afirmando que o governo pensa em aumentar o emprego e garantir a volta do crescimento. “Vocês acham que a situação está incerta, que a inflação está alta, vocês temem perder o emprego, mas o meu governo pensa em aumentar o emprego e garantir a volta do crescimento”, disse. “Também queremos reduzir a inflação, porque sabemos que a inflação corrói a renda do trabalhador.” Dilma recebeu apoio da plateia, que a saudou com gritos de “Não vai ter golpe”.

Ela lembrou o projeto de interligação do Rio São Francisco e elogiou a visão do ex-­governador Cid Gomes de garantir o abastecimento de água na região metropolitana de Fortaleza. “Nos últimos treze anos o Nordeste brasileiro foi completamente transformado. Ainda falta muito a fazer, mas mostramos que juntos somos capazes”, afirmou a presidente. Além das unidades em Caucaia, foram entregues simultaneamente outras casas em Fortaleza e Maracanaú, ambas no Ceará; e Castanhal, no Pará; Colinas do Tocantins, em Tocantins; e Bom Conselho, em Pernambuco. No total, são 2.701 residências, que devem beneficiar 10 mil pessoas beneficiadas.







Informações Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Visita da presidente Dilma Roussef ao Ceará

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



Em ação pelo Nordeste desde julho, a presidente Dilma Rousseff (PT) desembarca hoje, no Ceará, para cumprir agenda positiva do seu governo. Com eventos nos municípios de Lavras da Mangabeira, Caucaia e Fortaleza, a petista reunirá ministros e lideranças políticas para entrega parcial de obras, divulgação de programa e assinatura de ordem de serviço. Enfrentando a pior crise política da última década, a maratona de viagens é uma tentativa de recuperar o prestígio político da presidente e de seu partido. O Nordeste é, historicamente, a região de maior eleitorado do PT. 

Com projeto nacional em evidência, até mesmo divergências políticas devem ser deixadas de lado no Ceará. O governador Camilo Santana (PT) e o senador Eunício Oliveira (PMDB), adversários políticos na última campanha estadual, devem dividir o palanque em Lavras da Mangabeira, terra natal do senador. No local, será assinada ordem de serviço do lote 4 da ferrovia Transnordestina – gerida atualmente por Ciro Gomes, também desafeto político do peemedebista.

A última visita de Dilma ao Ceará foi em setembro de 2014, na campanha pela reeleição. O mote da viagem foi a visita ao canteiro de obras do programa Minha Casa Minha Vida, no bairro José Walter, em Fortaleza, onde serão entregues, hoje, parte dos apartamentos. Ontem, agentes de limpeza capinavam o mato e faziam ajustes nos arredores para receber a comitiva do Governo Federal.

Para entregar obras de habitação em cinco cidades diferentes, ao mesmo tempo, o Governo montou força-tarefa de transmissão ao vivo e diálogo entre ministros e presidente. Dilma conversará com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, e outros representantes, a partir de Caucaia, segundo município mais populoso do Estado.

Fortaleza

Na Capital, a petista terá encontro com nomes do empresariado. Articulada pelo presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, a reunião será a portas fechadas. O governo tem intensificado articulações com o setor empresarial para amenizar os impactos negativos da crise econômica nas relações políticas.
Dilma e seus ministros participarão também do “Dialoga Ceará”, para divulgar a plataforma digital “Dialoga Brasil”, lançada há um mês. O programa online busca mobilizar a população a fazer sugestões através de interação com outras propostas, conversas em tempo real com ministros, dentre outros.

Desde julho, Dilma já visitou Maranhão, Piauí e Pernambuco. A expectativa é de que o contato pessoal com o eleitorado se intensifique. Ontem, o PT anunciou que acionou os 13 petistas que compõe o ministério para integrarem a rotina de viagens. O ex-presidente Lula deve comparecer a alguns eventos. Além dos ministros, parlamentares do PT foram convocados. A proposta é de que entre setembro e dezembro, durante 13 fins de semana, o grupo passe por municípios com mais de 100 mil habitantes.










Informações O Povo

Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

thumbnail

Senado aprova recondução de Janot à Procuradoria-Geral da República

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



O plenário do Senado aprovou ontem (26) a recondução do procurador-geral da República Rodrigo Janot ao cargo, por 59 votos contra 12 e 1 abstenção. Momentos antes, Janot tinha sido aprovado também pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, com 26 votos favoráveis e 1 contrário. A indicação de Janot para continuar comandando a Procuradoria-Geral da República foi feita pela presidenta Dilma Rousseff.

Antes de ser aprovado pela comissão, o procurador-geral passou por sabatina que durou mais de dez horas. Ele foi sabatinado por 30 senadores, mais do que o número total de titulares da comissão, que é de 27 parlamentares.

No momento mais tenso da sabatina, Janot foi interpelado pelo senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), a quem o procurador denunciou na última semana ao Supremo Tribunal Federal após as investigações da Operação Lava Jato.

Collor questionou diversos fatos relacionados à gestão de Janot à frente da Procuradoria Geral da República, que conduz desde 2013, e o acusou de vazar informações sigilosas de processos para se promover. O procurador negou as acusações e respondeu a todos os pontos levantados pelo senador.
“O que tem sido chamado de espetacularização da Lava Jato, nada mais é do que a aplicação de princípio fundamental de uma República: todos são iguais perante a lei”, disse o procurador ao encerrar a tréplica ao senador.
















Informações Agencia brasil
Mais informações »

0 comentários:

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

thumbnail

Dilma defende parceria com estados para enfrentar problemas na economia

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A presidenta Dilma Rousseff pediu ontem (25), em São Paulo, que os governos estaduais ajam em parceria com a União para ajudar o país a superar o momento de dificuldade econômica. Dilma participou da entrega de 1.237 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida em Catanduva e acompanhou, por teleconferência, a entrega de casas nos municípios de Araras, Araraquara e Mauá.

Ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, de prefeitos da região e ministros, Dilma listou uma série de ações e investimentos do governo federal no estado, como obras em rodovias e de saneamento, construção de escolas federais, interligação de represas para garantir o abastecimento de água e envio de profissionais do Programa Mais Médicos. “O estado que mais recebeu médicos do programa, porque não tinha médico suficiente, foi o estado de São Paulo. O programa veio resolver um problema grave, gravíssimo, no atendimento da atenção básica."

Segundo Dilma, a parceria com estados e municípios vai continuar e não depende da relação dos partidos dos gestores com o governo federal. São Paulo é administrado há mais de 20 anos pelo PSDB. “Tenho certeza de que essa parceria com estados e prefeituras vai continuar e está baseada em uma visão democrática e republicana da coisa pública. Podemos divergir, mas temos que agir juntos no que se refere à administração para proteger os interesses da população. Quando agimos juntos somos capazes de realizar mais e melhor.”

No discurso de cerca de meia hora, a presidenta disse que o Brasil vai superar as dificuldades na economia e voltou a criticar os que, segundo ela, torcem pelo pior. “Vamos superar este momento de dificuldade, todos nós, que somos brasileiros e brasileiras, sabemos que temos capacidade de superar desafios, de apresentar e de construir caminhos e de chegar a resultados. Quanto mais rápido fizermos isso, mais rápida será a superação das nossas dificuldades. Temos que enfrentar os problemas de frente, jamais aceitar que se torça para o pior, porque quando acontece o pior, quem paga é a população do país.”

Segundo Dilma, os problemas enfrentados pela economia brasileira também afetam outros países. “São dificuldades pelas quais todos os países do mundo estão passando, uns mais, outros menos. A segunda maior economia do mundo, a economia chinesa, ontem [24] teve um momento de muita dificuldade, e nós torcemos para que essas dificuldades econômicas e financeiras sejam superadas.”

Mais cedo, em entrevista a rádios do interior de São Paulo, Dilma disse que o Brasil atravessa uma situação econômica que “requer cuidados” e reconheceu que, apesar das ações do governo, a crise não será resolvida em curto prazo.  “A situação em 2016 não será maravilhosa”para a economia, afirmou a presidenta.













Informações Agencia Brasil
Mais informações »

0 comentários:

terça-feira, 25 de agosto de 2015

thumbnail

Governo anuncia corte de dez ministérios

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou hoje (24) que o governo vai reduzir o número de ministérios, baixando de 39 para 29 o total de pastas. A medida faz parte de um pacote de reforma administrativa apresentado a ministros durante a reunião da coordenação política com a presidenta Dilma Rousseff.

Os ministérios a serem extintos serão definidos até o fim de setembro por uma equipe do governo. “Nosso objetivo é chegar a uma meta de dez [ministérios]. Existem várias propostas possíveis para atingir essa meta. Precisamos ouvir todos os envolvidos, não tem nenhum ministério inicialmente apontado para ser extinto”, disse Barbosa.

“Esse é um processo que envolve todo o governo federal, todos os órgãos e autarquias, envolve também uma melhor governança de empresas estatais, é um processo que precisa ser construído a várias mãos, deve ser feito com participação dos diversos ministérios, dos diversos órgãos e estatais do governo”, acrescentou. A definição dos ministérios que serão extintos vai levar em conta critérios de gestão e políticos, como o atendimento a partidos da base aliada do governo, que comandam algumas pastas.

A reforma também inclui cortes em estruturas internas de órgãos, ministérios e autarquias – com a redução de secretarias, por exemplo; a diminuição dos cargos comissionados no governo, os chamados DAS; o aperfeiçoamento de contratos da União com prestadoras de serviços, entre eles de limpeza e transporte; e a venda de imóveis da União e a regularização de terrenos.

Atualmente, o governo tem 22 mil cargos comissionados. Segundo Barbosa, 74% são ocupados por funcionários públicos, mas cerca de 6 mil não são do quadro.

O ministro não apresentou a estimativa da economia do governo com as medidas, mas disse que a reforma é necessária para a nova realidade orçamentária do país e vai melhorar a produtividade do governo. “Com o melhor funcionamento da máquina, você vai aumentar a produtividade do governo. É vital e crucial aumentar a produtividade dentro do governo”, disse.

Desde a campanha presidencial de 2014, a oposição cobra redução de ministérios. Há inclusive propostas em tramitação no Congresso Nacional para obrigar o governo a enxugar a máquina. Segundo Barbosa, Dilma decidiu fazer a reforma agora no momento em que o governo prepara a proposta de lei orçamentária e o Plano Plurianual, que traça os gastos e prioridades do governo de 2016 e 2019.

“A presidenta Dilma sempre foi, é e continua sendo muito focada em gestão pública. Durante a campanha não se colocou contra uma reforma administrativa, o que ela sempre apontou era qual a reforma administrativa, qual deve ser a reestruturação, que ministérios podem ser juntados, que ministérios podem ser recriados ou extintos. Nesse espírito que estamos apresentando a reforma”, explicou.

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse que a presidenta “nunca resistiu” à ideia de cortar ministérios, apenas decidiu que o momento é apropriado, após a aprovação das medidas de ajuste fiscal no Congresso Nacional. “É uma questão apenas de timing, ela esteve sempre de acordo, senão não estaria fazendo o que está propondo agora”.

Nelson Barbosa lembra que as medidas da reforma administrativa dependem de projetos de lei, decretos ou portarias para entrarem em vigor.







Via Agencia Brasil 
Mais informações »

0 comentários:

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

thumbnail

Por que o PSDB está em silêncio diante das denúncias contra Eduardo Cunha?

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) criticou, nas redes sociais, o comportamento de parlamentares tucanos em relação à denúncia contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por corrupção e lavagem de dinheiro ao STF nesta quinta-feira 20. A PGR pede restituição de mais de U$ 80 milhões, além de prisão de 184 anos para o atual presidente da Câmara.
Nesta quinta, Wyllys postou em sua página no Facebook: “A bancada do PSDB na Câmara Federal – também conhecida como o ninho dos tucanos – não só mergulhou em silêncio constrangedor em relação à denúncia da PGR contra Eduardo Cunha (acusado de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro), como o deputado Carlos Sampaio, líder da bancada do PSDB, participou de reunião a portas fechadas com Eduardo Cunha (da qual participaram também o líder do DEM, Mendonça Filho, e do PSC, André Moura) para ver meios de blindar o denunciado e o manter na presidência da Câmara”.
“Ah, a moral e a coerência tucanas são mesmo um primor, né? FHC também ainda não abriu o bico. Por quê? Quanto ao DEM e ao PSC, nós já sabemos a que valores servem esses partidos”, continuou o deputado do PSOL. Seu partido, sob liderança do deputado Ivan Valente (SP), pede a saída de Cunha da presidência da Casa e ainda a abertura de um processo de investigação na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, o que abre caminho para a cassação de seu mandato.
Em uma nota pluripartidária assinada no ultimo dia (20), deputados pediram o afastamento de Cunha do comando da Casa. Confira abaixo o manifesto de deputados de dez partidos contra Cunha:
A denúncia contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, por corrupção e lavagem de dinheiro, apresentada pela Procuradoria Geral da República, é gravíssima. Com robusto conjunto probatório, ela não apenas reforça as informações sobre o envolvimento de Cunha no esquema criminoso investigado pela Operação Lava Jato, como expõe o Parlamento brasileiro e torna insustentável a sua permanência na Presidência da Casa.
O Ministério Público acusa Eduardo Cunha de corrupção e lavagem de dinheiro – referente ao recebimento de US$ 5 milhões de um lobista e outras milionárias transações. Apurou-se também que Cunha se utilizou de requerimentos de informação para chantagear empresários que estariam com parcelas de propina em atraso – requerimentos esses originados em seu gabinete e assinados pela então deputada Solange Almeida.
A diferença da condição de um investigado em inquérito para a de um denunciado é notória. Neste caso, Cunha é formalmente acusado de ter praticado crimes. Com a denúncia do Ministério Público, a situação torna-se insustentável para o deputado, que já demonstrou utilizar o poder derivado do cargo em sua própria defesa.
Exercer a Presidência da Câmara dos Deputados exige equilíbrio, postura ética e credibilidade. A responsabilidade de dirigente maior de uma das casas do Poder Legislativo é incompatível com a condição de denunciado. Em defesa do Parlamento, clamamos pelo afastamento imediato de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara dos Deputados. Parlamentares do PSOL, PSB, PT, PPS, PDT, PMDB, PR, PSC, PROS, PTB.






Via Pragmatismo Politico
Mais informações »

0 comentários:

domingo, 23 de agosto de 2015

thumbnail

Na TV, Lula e Dilma reconhecem gravidade da crise no País

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios




A presidente Dilma Rousseff e o antecessor Luiz Inácio Lula da Silva usaram a propaganda eleitoral do PT para reconhecer a gravidade da crise econômica e prometer que o País vai voltar a crescer. Os vídeos, de 30 segundos, foram levados ao ar na noite deste sábado em inserções do partido na televisão.


Dilma afirma que "muita coisa precisa melhorar" e depois defende as medidas deu governo como meio de reaquecer a economia.

"Tem muito brasileiro sofrendo, mas juntos vamos sair dessa. Estamos em um ano de travessia. E essa travessia vai levar o Brasil a um lugar melhor. Estamos atualizando as bases da economia e vamos voltar a crescer com todo nosso potencial", diz ela, na aparição. 

O vídeo protagonizado por Lula tem teor idêntico - "a situação não está fácil" - e o Brasil vai superar a "mais essa" crise.

Ao pintar um cenário otimista para o futuro, Lula cita os problemas econômicos responsáveis por parte da alta impopularidade da sucessora e afilhada política no presente (apenas 8% da população aprovam seu governo, segundo a mais recente pesquisa Datafolha).

"Vamos controlar a inflação, gerar empregos e derrotar o pessimismo. Pode ter certeza, o Brasil vai voltar a crescer", disse o ex-presidente. 

Neste semana, os números do IBGE mostraram a deterioração da situação do emprego e a economia patinando em uma inflação alta.

Na quinta-feira, a Pesquisa Mensal de Emprego mostrou taxa média de desemprego de 7,5%, inédia no mês de julho desde 2009 - ano em que o País enfrentou uma recessão. Em julho de 2014, o desemprego foi de apenas 4,9%.

Na sexta-feira, a prévia da inflação oficial desacelerou em agosto: o IPCA-15 ficou em 0,43% neste mês. A prévia caiu em relação a julho (0,59%), mas o acumulado em 12 meses foi a 9,57%.

12 meses de crise

A presidente Dilma Rousseff admitiu ao jornal alemão Handelsblatt que o Brasil vive uma crise econômica grave e disse que a recessão no país ainda deve persistir por até 12 meses. Apontando a desaceleração da economia chinesa como um dos responsáveis pelo problema, Dilma disse que o caminho será difícil e que “ninguém passará (pela crise) sem fazer mudanças dolorosas”.

“O processo de queda do preço das commodities, com os ajustes na China, ainda impactarão a economia mundial por um tempo”, afirmou.

Para lidar com a questão, Dilma defendeu um aumento nos investimentos -para que o país não dependa mais tanto das commodities- e o controle da inflação.

Durante a entrevista, publicada nesta quinta-feira, dia 20,, a presidente admitiu que não cumpriu as promessas que fez em sua campanha em 2014. E pediu mais tempo.

“Em nove meses desde as eleições, não conseguimos implementar o que prometemos para o segundo mandato. Eu digo, dê-nos mais tempo para que possamos satisfazer as expectativas”, afirmou. Sobre os escândalos da Lava Jato, Dilma defendeu que os conselhos das empresas adotem regras anti-corrupção, mas frisou que não se pode “estigmatizar companhias inteiras”.

“Não queremos criminalizar empresas nem puni-las coletivamente. Nosso modelo é os Estados Unidos: os responsáveis são punidos e as empresas continuam.”











Via O Povo
Mais informações »

0 comentários:

sábado, 22 de agosto de 2015

thumbnail

“É lamentável, mas estamos ganhando o dinheiro do povo sem fazer nada de útil” afirma o vereador Flavio Correia

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios



O parlamentar Flavio Correia do Partido do Solidariedade usou o tema livre na sessão de ontem (21), para fazer duas criticas aos parlamentares do grupo de oposição.

O vereador criticou a falta de compromisso dos vereadores da oposição: “temos vários projetos para serem votados, mas infelizmente pela ausência do líder de oposição Adeilton Silva temos que passa essa sessão sem fazer nada de útil para população.

Flavio ainda lamentou que devido interesses particulares do grupo de oposição a pauta que está cheia de projetos como o de Contratação de servidores temporários tenham que fica para depois e assim o mesmo lamenta que tenham que passar mais uma sessão sem fazer nada de útil para população e ainda pior, iremos ganhar na tarde de hoje a importância de 750.00 reais e a presidente Lélia de Oliveira vai embolsar 1.000.00 reais sem fazer nada de proveitoso para comunidade.


Flavio Correia disse que é muito triste chegar em uma sessão na Câmara Municipal de Altaneira e ter que sair sem votar e sem contribuir com povo altaneirense e finalizou alertando os comerciantes e a comunidade para que os mesmos se mobilizem para cobrar mais seriedade de vereadores que estão apenas pensando em interesses próprios.”
Mais informações »

0 comentários:

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

thumbnail

Lobista pagou R$ 250 mil reais à Igreja evangélica por indicação de Cunha

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


Na denúncia oferecida ao Supremo Tribunal Federal contra o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a Procuradoria-Geral da República detalha um pagamento feito à Assembleia de Deus, cujo destinatário seria o peemedebista. O dinheiro, segundo as investigações, foi depositado pelo lobista Júlio Camargo à igreja sob falsa alegação de doação religiosa.
Segundo as investigações, Camargo recebeu do operador do PMDB no esquema da Petrobras, Fernando Soares - conhecido como Fernando Baiano -, a indicação de que deveria fazer um pagamento à igreja evangélica. Foram realizadas duas transferências para a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, no valor de R$ 125 mil cada, totalizando R$ 250 mil, ambas no dia 31 de agosto de 2012.
Na peça encaminhada ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, relata que "não há dúvidas de que as transferências foram feitas por indicação de Eduardo Cunha" para pagamento de parte do valor da propina referente às sondas.
"É notória a vinculação de Eduardo Cunha com a referida igreja", escreveu Janot. De acordo com a PGR, o diretor da igreja perante a Receita Federal é irmão do pastor da Assembleia de Deus em Madureira, no Rio, igreja que Cunha frequenta. Foi nesta igreja que Cunha celebrou sua eleição para a presidência da Câmara.
"É digno de nota que Júlio Camargo nunca havia feito anteriormente doações para a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, nunca frequentou referida Igreja e professa a religião católica", escreve Janot. As pressões direcionadas a Cunha cessaram após o pagamento à Igreja, de acordo com a denúncia, e quando o peemedebista encontrou Júlio Camargo - que fez acordo de delação premiada - em um hotel no Rio cumprimentou o lobista "de maneira efusiva" e se "colocou à disposição", de acordo com depoimento de Camargo.
Cunha foi denunciado por Janot por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, acusado de receber propina no valor de US$ 5 milhões para viabilizar a construção de dois navios-sondas da Petrobras, no período entre junho de 2006 e outubro de 2012. Cunha teria recebido vantagem para facilitar e viabilizar a contratação do estaleiro Samsung, responsável pela construção de navios-sonda. A intermediação foi feita pelo operador do PMDB no esquema, Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. A propina foi paga pelo lobista Júlio Camargo.







Via O povo
Mais informações »

0 comentários:

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

thumbnail

Câmara aprova redução da maioridade penal em segundo turno

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


O Plenário aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição 171/93, que diminui a maioridade penal de 18 para 16 anos. A proposta obteve 320 votos a favor e 152 contra. A matéria será enviada ao Senado.

De acordo com o texto aprovado, a maioridade será reduzida nos casos de crimes hediondos – como estupro e latrocínio – e também para homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Em julho, o texto foi aprovado com o voto de 323 deputados na forma de uma emenda apresentada pelos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e André Moura (PSC-SE). Houve 155 votos contra.

A PEC excluiu da proposta inicialmente rejeitada pelo Plenário na mesma semana os crimes de tráfico de drogas, tortura, terrorismo, lesão corporal grave e roubo qualificado entre aqueles que justificariam a redução da maioridade.

Pela emenda aprovada, os jovens de 16 e 17 anos deverão cumprir a pena em estabelecimento separado dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e dos maiores de 18 anos.










Via ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

thumbnail

Petrobras: Collor e Cunha serão denunciados por envolvimento em esquema de corrupção

Postado Por Junior Carvalho  | Sem Comentarios


A Procuradoria-Geral da República (PGR) deve denunciar o senador Fernando Collor (PTB-AL) por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. A informação foi confirmada à Agência Estado por fonte com acesso às investigações.

O deputado disse, na tarde de ontem, que “não vai comentar absolutamente”, pelo menos por enquanto. Esse posicionamento foi apresentado por Cunha ao deixar restaurante da Câmara onde foi oferecido almoço a integrantes do Parlamento Latino-americano (Parlatino), que tem reuniões em Brasília hoje e amanhã.

“Não vou comentar absolutamente nada. Quando tiver fato, eu comento o fato”, limitou-se a dizer. Cunha recebeu a notícia por meio do sistema de mensagens em seu telefone celular. Ele, então fez uma pequena pausa para mostrar o conteúdo à sua assessora direta, que o acompanhava, e perguntou se ela já havia lido a informação.

Logo depois de ler a mensagem, Cunha seguiu tranquilamente rumo a uma mesa no fundo do salão, onde sentou-se ao lado da senadora mexicana Blanca María Alcalá, presidente do Parlatino. Fez um pronunciamento breve e trocou presentes protocolares com a mexicana. Depois do almoço, o presidente continuou conversando com a parlamentar e foi interrompido apenas uma vez pelos cumprimentos dos deputados Rubens Bueno (PPS-PR) e Raul Jungmann (PPS-PE).

As denúncias, por corrupção e lavagem de dinheiro, serão as primeiras envolvendo políticos com prerrogativa de foro. Elas são baseadas em depoimentos de delatores da Operação Lava Jato e em provas colhidas pelo Ministério Público Federal em diversas fases da investigação, entre elas as buscas em imóveis de Collor na chamada Operação Politeia, em julho.

O senador do PTB é suspeito de receber R$ 26 milhões em propinas entre 2010 e 2014, desviados da estatal petrolífera. Esses recursos teriam sido usados para a compra de carros de luxo, apreendidos no mês passado pela Polícia Federal.

Cunha foi citado por um dos delatores da Lava Jato, o empresário Júlio Camargo, como beneficiário de suborno de US$ 5 milhões. O valor teria sido pago para facilitar a assinatura de contratos de afretamento de navios-sonda entre a Samsung e a Diretoria Internacional da estatal, controlada pelo PMDB.

Tanto Cunha quanto Collor negam participação em desvios e se dizem vítimas de perseguição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.






Via Ceará Agora
Mais informações »

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top