Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Psol lança Chico Alencar à Presidência da Casa

Publicado por Junior Carvalho As domingo, 25 de janeiro de 2015  | Sem Comentarios



A eleição para a presidência da Câmara dos Deputados, no próximo dia 1º 

(domingo), terá quatro candidatos. O mandato é de dois anos (2015-16) O PSOL lançou ontem a candidatura de Chico Alencar (Psol-RJ) para disputar o cargo com Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Júlio Delgado (PSB-MG).

“A candidatura do deputado Chico Alencar à presidência da Casa representa uma reação ao discurso de negação da política e à necessidade de que o Legislativo – constituído, predominantemente, por despachantes do grande capital que vertebra o sistema político – se abra aos clamores da população”, diz nota divulgada nesta sexta-feira pela assessoria do Psol.
O partido espera contar com os votos dos deputados mais ligados à pauta progressista que defende. Além disso, com a eleição polarizada entre os candidatos do PT e do PMDB, os socialistas podem se beneficiar dos votos da oposição e dos que tiverem resistência aos dois, mas ainda terá que superar Delgado na disputa por esse grupo.
Este ano, o Psol, que até 2014 tinha três deputados federais, contará com cinco representantes na Câmara. Além de Alencar, integrarão a bancada a partir de fevereiro os atuais deputados Ivan Valente (SP) e Jean Willys (RJ) e os novatos Edmilson Rodrigues (PA) e Cabo Daciolo (RJ).
Na nota, Valente, líder do PSOL na Câmara, definiu a candidatura do correligionário como “o resgate de ética na política, certeza de administração honesta e defesa de uma pauta legislativa a favor dos trabalhadores e do povo”.
Chico Alencar, por sua vez, manifestou por escrito que “o Psol está empenhado na construção da democracia de alta intensidade, que combine a representação partidária com a participação popular direta”.
“Acreditamos que muitos parlamentares, pensando mais nos anônimos que os elegeram do que nos poderosos que eventualmente os financiaram, possam ser sensíveis à nossa plataforma de resgate da representação e em defesa de uma pauta progressista”, conclui.
Grandes lances
Uma das disputas mais acirradas das últimas legislaturas na Câmara dos Deputados, a corrida pela sucessão do presidente Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) promete grandes lances até a hora da votação.

Favorito até aqui, Cunha vem partindo para o ataque ao principal concorrente, a quem chamou de “medíocre”. Também investe no discurso de que o governo deverá pagar um preço político pela suposta interferência na corrida.
Já o petista conta com o apoio ostensivo do Palácio do Planalto, que vê em Cunha, com discurso de independência, um problema em potencial ao governo Dilma Rousseff.
Júlio Delgado não tem demonstrado musculatura para romper a polarização Cunha-Chinaglia. Anteontem, o Solidariedade rompeu com os tucanos para apoiar Cunha.




















Via O Povo

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top