Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

PSOL escolhe seu nome ao Governo

Publicado por Junior Carvalho As segunda-feira, 19 de maio de 2014  | Sem Comentarios

Com 75 votos do total de 129 delegados que participaram da conferência realizada na tarde de sábado, o PSOL escolheu o nome do professor e sindicalista Aílton Lopes, para ser homologado, na convenção do partido em junho, como candidato Governo do Estado. Essa foi a primeira vez que a sigla teve que organizar uma votação para definir a candidatura da agremiação, já que houve consenso no processo dos pleitos anteriores.
A escolha de Aílton Lopes representou a vitória da ala do partido liderada pelo vereador João Alfredo e advogado Renato Roseno. Apesar de 42% dos delegados terem optado pela candidatura de Adelita Monteiro, o sindicalista Aílton Lopes minimizou os riscos de haver uma dificuldade para construir a unidade do PSOL em torno do nome dele, ressaltando que, apesar do desgaste gerado durante esse processo de escolha, a outra pré-candidata já havia afirmado que não havia diferenças no projeto defendido pelos dois.
"Primeiro, em todos os municípios, a maioria dos militantes do PSOL apoiou a minha candidatura. Segundo, a imensa maioria que apoiou a outra candidatura também já veio me convidar para ir aos municípios para conversar. A outra pré-candidata mesmo já disse não ter visto diferença entre as candidaturas. Era apenas uma questão de opção apresentada por cada grupo do partido", alegou.
Esquerda
Com a definição da candidatura, os próximos passos do partido serão continuar com a construção do programa de Governo. De acordo com Aílton Lopes, duas reuniões já estão marcadas para esta semana com as outras duas legendas que formarão a chapa com o PSOL durante o pleito em outubro próximo, PSTU e PCB.
Aílton Lopes afirmou que a intenção dessa chapa é fazer oposição aos Ferreira Gomes e à chamada por ele de falsa esquerda. "Nossa candidatura vai se construir como uma crítica à forma política que tem sido adotada por diversos grupos interessados muito mais em defender empresas que financiaram suas campanhas do que as demandas da própria sociedade", explicou.
O pré-candidato criticou a forma como o problema da segurança pública deverá ser tratada nas eleições deste ano. Ele acredita que os candidatos defenderão o aumento da repressão como uma solução para o problema.











Via diariodonordeste

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top