Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Cid Gomes levará a aliados opção de renunciar ao Governo para priorizar nome de Ciro Gomes

Publicado por Junior Carvalho As segunda-feira, 24 de março de 2014  | Sem Comentarios



O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), afirmou que levará aos aliados políticos a opção de ele renunciar ao cargo de chefe do executivo para disponibilizar, legalmente, o nome do irmão Ciro Gomes para disputar as eleições de 2014. Nesta segunda-feira, Cid realizou a primeira reunião do ano do secretariado, para avaliar ações do Monitoramento de Ações de Projetos Prioritários (MAPP). O evento aconteceu no pavilhão da Residência Oficial.


“A hipótese de renúncia será colocada a um coletivo, não para uma candidatura própria minha, mas para que a gente tenha o Ciro como alternativa”, disse o governador, referindo-se ao irmão, atual secretário da Saúde do Estado. Para Cid, Ciro pode disputar “cargo Legislativo”. Mesmo assim, o governador destacou que não tomará decisão sozinho nem deixará de analisar os prós e contras. 



Segundo Cid, as prioridades em relação às eleições de 2014 são a reeleição de Dilma e a manutenção do projeto político estabelecido pelo seu governo. Apesar de não confirmar que vai renunciar, ele diz que está disposto a abrir mão dos próprios interesses. “Sou capaz de colocar acima do meu interesse pessoal o interesse coletivo. Na minha vida pública, estou sempre nessa premissa”, frisou o governador. 


BID




O governador reforçou que não tem planos de ser candidato e que o objetivo continua sendo o de trabalhar no Banco Interamericano Mundial (BID). “Estou necessitando de uma pausa na minha militância política”, pontuou. No entanto, ressaltou Cid, isso não significa se afastar da vida publica já que vai para uma instituição que trata sobre políticas públicas. 

Normas eleitorais
Cid Gomes tem até o dia 5 de abril para deixar o cargo no Executivo se tiver interesse em disputar as eleições de 2014. A regra está prevista na Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990), norma que estabelece os prazos para que agentes públicos saiam do governo para não ficarem inelegíveis.











Via Opovo

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top