Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

domingo, 12 de janeiro de 2014

A Pedreira: Partidos se organizam e requentam velhos nomes

Publicado por Junior Carvalho As domingo, 12 de janeiro de 2014  | Sem Comentarios


Passado o último troca-troca partidário e as festividades de fim de ano, a maioria dos partidos no Ceará já começou 2014 intensificando as articulações para as eleições de outubro. Grande parte das legendas pretende ampliar suas bancadas na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal, mas não são muitos os nomes novos que pretendem concorrer a essas vagas. Apesar de a grande maioria tentar reeleição, em vários partidos, haverá troca entre parlamentares de diferentes casas legislativas.


O PT vai brigar pela vaga no Senado que hoje é de Inácio Arruda, e o presidente nacional das sigla, Rui Falcão, já declarou que Luizianne Lins pode concorrer à Câmara Federal e Elmano de Freitas deve disputar uma cadeira na AL FOTO: BRUNO GOMES


O PT é uma dessas legendas. O presidente estadual da agremiação, Francisco de Assis Diniz, o "De Assis", afirma que, "dentro de uma estratégia nacional", a prioridade da sigla será ampliar o número de senadores e de deputados federais. Para o Senado, tudo indica que o deputado federal José Guimarães vai se candidatar à vaga do senador Inácio Arruda (PCdoB). "Foi uma recomendação da direção nacional de que, nos estados em que não houver candidato ao Governo do Estado, reforcem o Senado e a Câmara", justifica.

Além de Guimarães, o deputado federal Artur Bruno também deverá mudar de Casa e concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa. Já os federais José Airton e Eudes Xavier tentam reeleição. De Assis comenta que os deputados estaduais Camilo Santana e Dedé Teixeira e o vereador Acrísio Sena também devem tentar se eleger para a Câmara dos Deputados, ao lado do secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro, e do ex-vice-presidente estadual do PT, Joaquim Cartaxo, considerados candidatos "potenciais".

Para a Assembleia Legislativa, De Assis afirma que Antônio Carlos e Rachel Marques tentam reeleição. Já o vereador Guilherme Sampaio disputará vaga de deputado estadual. O secretário do Desenvolvimento Agrário e deputado estadual, Nelson Martins, já anunciou que não se candidata neste ano. Sobre nomes "novos", o dirigente do PT comenta que o vice-presidente da Fetraece, Moisés Braz, e o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Santana, devem se candidatar a deputado estadual.

De Assis acrescenta que o presidente municipal do PT Fortaleza, Elmano de Freitas, também deve tentar vaga na Assembleia. O presidente nacional do PT, Rui Falcão, teria "repassado" conversa que teve com Elmano e com a ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, que concorreria a deputada federal, afirma. Sobre o suplente de deputado federal Ilário Marques, De Assis diz que ele não deverá tentar vaga na Câmara Federal, como estratégia para retomar a prefeitura de Quixadá em 2016.

Já no PR, o presidente de honra da legenda, ex-governador Lúcio Alcântara, afirma que o vereador Capitão Wagner pode tentar vaga na Assembleia, juntamente com a única deputada estadual do PR, Fernanda Pessoa; o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, e o suplente de deputado Vasques Landim. Para federal, a ideia é aumentar a bancada de um para três vagas. Entre os candidatos, estão Gorete Pereira, que tenta reeleição, ele e o ex-deputado Marcelo Teixeira.

Oposição

Alcântara afirma que o PR não indicará candidato ao Governo do Estado. Uma das alternativas é apoiar a candidatura do senador Eunício Oliveira (PMDB), caso ele dispute em chapa adversária a do candidato de Cid Gomes. Outra opção seria apoiar candidato lançado pelo bloco de oposição que a legenda está estudando formar com o PSB e PSDB.

O presidente estadual do PDT, deputado André Figueiredo, afirma que, para "garantir" 4 ou 5 vagas na Assembleia, a sigla deve lançar os vereadores Didi Mangueira e Iraguassú Teixeira, ao lado dos deputados Ferreira Aragão e Delegado Cavalcante. Heitor Férrer deve disputar reeleição na Casa. Figueiredo já contabiliza que a deputada Patrícia Saboya não disputa as eleições, pois deve assumir como conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Para a Câmara, ele tenta reeleição. "Tentamos buscar pessoas com votação expressiva, mas não encontramos", diz.

IGOR GADELHA
REPÓRTER

PSDB quer retomar espaço no Estado

Um dos partidos que mais sofreu desfalques no último troca-troca partidário de outubro do ano passado, o PSDB, trabalha com a ideia de retomar sua bancada, principalmente na Câmara Federal. Segundo o vice-presidente estadual do partido, deputado Raimundo Gomes de Matos, juntamente com ele, que tenta reeleição, devem se candidatar a vaga em Brasília o presidente municipal do partido em Fortaleza, Tomás Figueiredo; Carlos Matos; o ex-prefeito de Itapipoca, João Barroso; e Mayra Pinheiro (recém-filiada).

Para deputado estadual, Gomes de Matos afirma que o presidente estadual do PSDB, ex-deputado Luiz Pontes, deve tentar vaga na Assembleia Legislativa, juntamente com vários ex-prefeitos. Sobre a possibilidade de o partido lançar o ex-senador Tasso Jereissati ao Senado ou ao Governo do Estado, a pressão do diretório nacional está sendo grande, já que o partido terá Aécio Neves como candidato a presidente da República, mas o deputado federal lembra que nada está decidido.

Gomes de Matos afirma que há a possibilidade de Tasso ser candidato a vice-presidente de Aécio. "Ele (Tasso) já colocou que não pretende ser candidato a governador. Mas se a nível nacional houver esse consenso? Alguns defendem ele até como candidato a deputado federal. Tudo isso passa pelo desejo dele também", declara, comentando que o ex-senador tem se mantido "reservado" sobre o seu desejo.

Legendas tentam ampliar bancadas

O deputado Danniel Oliveira, sobrinho de Eunício Oliveira, afirma que o PMDB também terá troca entre casas legislativas. Segundo ele, o vereador Vitor Valim vai concorrer a uma vaga na Câmara Federal, juntamente com os deputados federais Mauro Benevides, Aníbal Gomes, Mário Feitoza e Danilo Forte, que tentarão reeleição. O parlamentar comenta que Mauro Macedo, que é filho do prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundão, também poderá se candidatar, além do presidente da Câmara Municipal, Walter Cavalcante.



A Assembleia Legislativa é um dos principais destinos dos partidos que estão buscando aumentar sua representação parlamentar Foto: José Leomar


Já para a Assembleia, Danniel afirma que ele, Inês Arruda, Carlomano Marques e Neto Nunes devem tentar reeleição. Esses dois últimos parlamentares, no entanto, poderão ter a candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa, pois já foram condenados por órgãos colegiados nos últimos dois anos. Ainda para deputado estadual, Danniel diz que os suplentes Silvana Oliveira e Perboyre Diógenes também se candidatam, assim como o ex-prefeito de Iguatu, Agenor Neto.

Apesar de trabalhar com a ideia de aumentar as bancadas na Assembleia e na Câmara, o sobrinho de Eunício afirma que a "perspectiva maior" do partido é eleger o tio governador do Estado. Segundo ele, essa é uma "cobrança" da direção nacional do PMDB, que "vê nele uma possibilidade muito forte de se eleger". Apesar das declarações do presidente nacional do PROS, Eurípedes Júnior, de que o partido deverá indicar candidato ao Governo, Danniel Oliveira comenta que o PMDB espera contar com o apoio de Cid e de outros partidos da base aliada, entre eles o PT.

Outra legenda que também espera ter o apoio das siglas que compõem a atual base aliada de Cid Gomes é o PCdoB. O presidente do partido, Luís Carlos Paes, diz que a legenda não cogita outra alternativa que não seja reeleger Inácio Arruda senador - vaga que o PT também quer. De acordo com Paes, a reeleição de Inácio faz parte da "estratégia nacional" do PCdoB de eleger três senadores e o governador do Maranhão, como uma "contrapartida mínima" ao apoio que o partido está dando para reeleição de Dilma e de candidatos a governador de outros estados.

Menos expressão

Para deputado federal, o presidente do PCdoB afirma que o objetivo é manter a atual bancada, com Chico Lopes e João Ananias. "Candidatos com potencial são os dois. Podemos até lançar outros nomes, mas como menos expressão eleitoral", diz. Já para a Assembleia, o objetivo é eleger três deputados. Os "potenciais nomes" são o atual deputado estadual Lula Morais; o ex-secretário da Saúde do Governo Cid, Arruda Bastos; o ex-prefeito de Maranguape, George Valentim; e o jornalista Franzé Uchoa.

Partido detentor dos principais cargos do Executivo e das maiores bancadas, o PROS quer ampliar de 11 para 13 o número de cadeiras na Assembleia e de cinco para 11 na Câmara dos Deputados. Segundo o presidente estadual da sigla, Danilo Serpa, os atuais mandatários devem tentar reeleição para os cargos que ocupam. As outras vagas serão tentadas por "ex-prefeitos, ex-deputados e até ex-ministros", referindo-se ao ex-ministro dos Portos, Leônidas Cristino, que deverá disputar vaga de deputado federal.

O partido informou que, diferentemente de outras siglas, "nenhum deputado estadual do PROS apresentou interesse em se candidatar a federal e nenhum vereador manifestou vontade de tentar vaga na Assembleia". Apesar de o presidente nacional do partido, Eurípedes Júnior, garantir que a sigla indicará candidato a sucessão de Cid Gomes, Danilo Serpa reafirmou que a chapa majoritária só será debatida próximo ao prazo para registro dos candidatos e que todos as legendas aliadas definirão os nomes "conjuntamente".

Via Diario do Nordeste

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top