Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

sábado, 18 de janeiro de 2014

A Pedreira: Dilma investirá R$ 1 bilhão contra seca

Publicado por Junior Carvalho As sábado, 18 de janeiro de 2014  | Sem Comentarios


A presidente Dilma Rousseff disse, ontem, em seu perfil no microblog Twitter, que o governo federal vai investir R$ 1 bilhão no acesso à água na região do Semiárido e prometeu cumprir a meta estabelecida para a entrega de cisternas.


Governo resolveu priorizar as cisternas de polietileno sob o argumento da rapidez, em vez de reservatórios com placas de cimento FOTO: HONÓRIO BARBOSA


“Investiremos R$ 1 bi no acesso à água na região do Semiárido”, escreveu a presidente.

De acordo com Dilma, o programa de cisternas é um “enfrentamento direto dos efeitos da seca”. “Com as cisternas, a chuva é armazenada em um reservatório capaz de garantir água para atender uma família de 5 pessoas em um período de estiagem de aproximadamente 8 meses”, afirmou a presidente.

Segundo a petista, o governo entregou 88 mil cisternas em 2011, 150 mil em 2012 e 238 mil em 2013. “Esta evolução, me dá a segurança que vamos chegar a 269 mil cisternas, cumprindo a meta do governo”, comentou a presidente.

No ano passado, o governo federal não cumpriu a meta de entregar 130 mil reservatórios de água entre janeiro e julho - faltaram 19 mil. No Ceará, até novembro de 2013, havia sido cumprido 66% da meta de entrega dos reservatórios. Até o fim deste ano, o Estado deve receber mais 50 mil cisternas. De acordo com o CadÚnico, a população cearense possui demanda total de 151.947 cisternas.

Prioridade

A promessa das cisternas faz parte de um pacote de medidas contra a seca anunciadas em abril de 2013 pela presidente. O governo resolveu priorizar as cisternas de polietileno sob o argumento da rapidez na instalação, em vez de reservatórios com placas de cimento, que continuam a ser feitos em menor escala.
Aquelas apesar de serem mais caras custam R$ 5.000 a unidade, enquanto as de placa saem por cerca de R$ 2.200. As organizações não governamentais que participavam da produção das cisternas de placa, porém, passaram a levantar dúvidas sobre a durabilidade do novo tipo.

O governo federal argumenta que o polietileno é resistente ao calor e que o reservatório tem vida útil média de 35 anos.

Campanha

Pelo segundo dia consecutivo, Dilma usou o Twitter para tratar de temas sensíveis das eleições. Na quarta, ela destacou que o desempenho dos alunos que são assistidos pelo Bolsa Família, principal programa do governo e vitrine do PT, tem sido superior à média registrada por estudantes da rede pública de ensino que não recebem benefício.

Via Diário do Nordeste 

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top