Comunicamos que:

Neste Blog, trataremos de política local e nacional, esportes, saúde,educação e habitação, problemas sociais e vários outros temas de interesse relevantes.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Ideal é fazer chapa puro-sangue, mas PT precisa de alianças, diz Lula

Publicado por Junior Carvalho As sábado, 14 de dezembro de 2013  | Sem Comentarios


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (12) que "o ideal", nas disputas eleitorais, seria compor "chapas puro-sangue", apenas entre candidatos petistas, mas que, na "política real", as alianças são necessárias. A declaração foi feita durante discurso para militantes e políticos do PT, no 5º Congresso Nacional do partido, em Brasília.

"O ideal o que seria? Seria  a gente sair candidato puro-sangue, governador do PT, o vice do PT, o senador PT, tudo PT. Chapa de deputado pura PT, estadual, tudo PT, isso seria o ideal", afirmou, para depois emendar, pregando a necessidade de "diversidade" para governar:

"Qual é a possibilidade na politica real? Eu gostaria que o povo pensasse igual a nós, mas ele pensa diferente e é bom que seja assim. É bom que a gente tenha que fazer esforço político", afirmou o ex-presidente, sob aplausos.

Ao lado da presidente Dilma Rousseff, sentada à mesa, Lula reafirmou que a prioridade do PT é reeleger sua sucessora nas eleições de 2014, mas ressaltou a importância de eleger bancadas expressivas na Câmara e no Senado para dar sustentação ao governo.

Atualmente, o governo Dilma conta com uma base de apoio na Câmara que ultrapassa 350 deputados federais, de um total de 513, contando partidos aliados e "independentes", mas que costumam votar com o governo. No Senado, os apoiadores passam de 60, num total de 81.

Lula brincou, dizendo ainda que, se o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE) liderasse uma bancada de 300 deputados "daria mais problema para a Dilma do que dá hoje". "Imagina o PT ter 300 deputados? A Dilminha ia comer o pão que o diabo amassou", brincou.

"Não tem jeito. A aliança politica às vezes é como casamento. A gente não casa com os diferentes?", completou.

Ainda sobre eleições, o ex-presidente alfinetou a oposição e disse que ela hoje se assusta com o PT diante da "possibilidade" de ganhar eleições em estados importantes. "Agora a gente assusta eles. O quê que assusta eles na verdade, é a possibilidade de a gente ganhar São Paulo, ganhar Minas Gerais, ganhar o Rio de Janeiro, manter o Rio Grande do Sul", defendeu. Ele disse ainda que quanto melhor o PT fizesse "as coisas", mais despertaria a ira dos adversários.

Dirceu

Em certo momento do discurso, antes de falar sobre as eleições, Lula se queixou da exposição dada à contratação, por parte de um hotel em Brasília, do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso e condenado no mensalão, por um salário de R$ 20 mil.

Sem citar nomes, ele criticou a exposição menor, segundo ele, da apreensão, no Espírito Santo, de 445 kg de cocaína em um helicóptero da família do senador Zezé Perrela (PDT-MG).

"Se for comparar os erros do PT e os erros dos outros partidos políticos. Se for comparar o emprego do José Dirceu no hotel com a quantidade de cocaína no helicóptero, o que a gente percebe é que pelo menos houve uma desproporcionalidade na divulgação dos fatos", disse.

Fonte: Miséria

Arquivado Em :
Sobre o autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

0 comentários:

    Se você gostaria de receber nossas atualizações via RSS e-mail, basta digitar seu endereço de e-mail abaixo.

© 2013 A Pedreira. Traduzido Por: Template Para Blogspot. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Blogger template. Proudly Powered by Blogger.
back to top